Topo

Esporte

Alemanha pede perdão à Suécia por comemoração do seu banco de reservas

24/06/2018 06h15

Moscou, 24 jun (EFE).- A seleção da Alemanha pediu perdão à da Suécia depois que o técnico escandinavo, Janne Andersson, se queixou da comemoração da vitória nos últimos minutos da partida no seu banco de reservas.

"Foi uma partida cheia de emoção. Ao final, os gestos e reações do nosso corpo técnico para os suecos foram emotivo demais. Não é o nosso comportamento habitual", escreveu a seleção da Alemanha na sua conta do Twitter, em mensagem que acabou com um "Ursäkta", que significa perdão em sueco.

Após o duelo em Sochi, que acabou com um gol de falta de Tony Kroos no último minuto dos acréscimos, Anderson afirmou estar "irritado" com a forma pela qual os membros do corpo técnico e alguns jogadores alemães comemoraram os gols.

Em particular, o técnico sueco considerou que tinham apontado para seu banco e fizeram gestos provocativos "na frente dos seus narizes".

"Muitos dos que estávamos no banco ficamos irritados. Tínhamos lutado durante 95 minutos e quando apitam o final da partida o elegante é apertar as mãos e ir embora", afirmou Anderson.

Mais Esporte