Topo

Esporte

Fifa utilizou vídeo pela 1ª vez na Copa de 1994

24/06/2018 07h53

Moscou, 24 jun (EFE).- O uso do VAR para ajudar a arbitragem nas decisões tomadas em campo é uma novidade desta Copa do Mundo que, provavelmente, veio para ficar, mas já se passaram 24 anos desde a primeira vez a Fifa utilizou o vídeo em um Mundial, nos Estados Unidos, para modificar uma situação de jogo.

"O Comitê de Disciplina considera que (Mauro) Tassotti cometeu um 'ato de séria violência com disposição de machucar'. Por isso, decidiu analisar a filmagem e suspender o jogador por oito partidas, em uma decisão histórica, já que pela primeira vez se aplica o vídeo", explicou o então secretário-geral da entidade, Joseph Blatter.

A medida foi tomada em 11 de julho de 1994, em um lance no qual o lateral-direito italiano desferiu uma cotovelada no meia Luis Enrique, fraturando o nariz do espanhol. A jogada aconteceu dentro da área e a seleção da Espanha reclamou do pênalti não marcado pelo juiz húngaro Sandor Puhl.

"Nada foi mencionado no relatório oficial, e podemos compreender o árbitro e os bandeirinhas pela posição de campo que se encontravam, mas o delegado de jogo não informou sobre um fato que causou uma lesão tão grave. Por isso, utilizamos pela primeira vez um vídeo, que vimos até 12 vezes. A Fifa não pode intervir para mudar um resultado, mas sim para sancionar um ato deliberado de séria violência contra outro jogador, quando não se disputava a bola", completou Blatter.

Tassotti, que então tinha 34 anos, nunca mais voltou a jogar pela sua seleção, mas foram os espanhóis que não encontraram consolo, já que perderam aquele confronto pelas quartas de final. Sandor Puhl, por outro lado, seria designado dias depois para comandar a final entre o Brasil e a própria Itália.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte