Topo

Esporte

"É melhor levar 3 a 0 hoje do que na próxima partida", analisa Cherchesov

25/06/2018 14h30

Samara (Rússia), 25 jun EFE).- O técnico da Rússia, Stanislav Cherchesov, afirmou que prefere ser derrotado nesta segunda-feira, em Samara, por 3 a 0 para o Uruguai na terceira e última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, do que nas próximas partidas, o que significaria a eliminação no mata-mata.

A próxima partida da Rússia, pelas oitavas de final, será disputada no próximo domingo, no Estádio Luzhniki, com capacidade para 81 mil pessoas, consideravelmente maior que o palco de hoje, a Cosmos Arena, que comporta 44 mil. Questionado se a seleção russa poderá ser beneficiada com uma torcida maior, o técnico negou.

"Se só se tratasse do estádio teríamos construído estádios cinco vezes maiores, mas não depende disso. Queríamos ganhar hoje sem olhar o tamanho do estádio. De qualquer forma, é melhor levar 3 a 0 zero hoje do que na próxima partida. Mas o Luzhniki é o meu estádio", afirmou.

Na opinião do treinador, a equipe russa apresentou um desempenho satisfatório com um homem a menos em campo desde os 36 minutos do primeiro tempo, quando Smolikov foi expulso.

"Vamos digerir esta experiência e tiraremos conclusões. Nem sempre sai o que se treina. Não fomos bem no início, mas mudamos algumas coisas e jogamos melhor. Após o intervalo, inclusive, tivemos chances para marcar", analisou.

Cherchesov se mostrou confiante que a equipe levantará a cabeça e ganhará força após o resultado negativo, o primeiro tropeço russo após as vitórias de 5 a 0 sobre a Arábia Saudita e 3 a 1 sobre o Egito.

"A palavra 'problema' não existe no nosso dicionário", disse o treinador.

A Rússia se classificou na segunda posição do grupo A. Na próxima fase, a seleção anfitriã enfrentará o primeiro colocado do grupo B, posto que será decidido nesta segunda-feira entre Espanha, Portugal e Irã.

Mais Esporte