Topo

Esporte

Mesmo aos 34 anos, Guerrero crê que pode disputar outra Copa

25/06/2018 09h20

Sochi (Rússia), 25 jun (EFE).- Às vésperas da despedida do Peru da Copa de 2018, o atacante Paolo Guerrero declarou nesta segunda-feira que não acredita que este seja seu último Mundial, mas afirmou que o foco no momento é alegrar o seu país no último jogo da seleção no torneio.

"Não sei se será o meu último jogo em Copa. Só penso em dar alegria ao nosso país. Nós temos que agradecer dentro de campo todo o apoio que recebemos", declarou o jogador de 34 anos na véspera do duelo com a Austrália, pela terceira rodada do grupo C.

Guerrero viveu uma verdadeira novela para disputar a competição na Rússia, após ser suspenso por doping e conseguir, de última hora e em uma corte comum, o direito de poder jogar a Copa, para a qual os peruanos retornavam após 36 anos.

A seleção sul-americana perdeu as duas primeiras partidas pelo placar mínimo, para Dinamarca e França, e já não tem mais chances de classificação no Mundial. Para o último compromisso, o desafio da equipe de Ricardo Gareca será marcar o primeiro gol na disputa e quem sabe até somar pontos.

O artilheiro do Flamengo comentou também sobre a sua situação no clube carioca. Apesar de dizer que a intenção é renovar o contrato, que expira em agosto, ele afirmou que o foco no momento é na seleção.

"Sigo sendo do Flamengo, mas só falaremos do futuro quando me apresentar ao clube", limitou-se a dizer o jogador, que ainda precisará enfrentar o período de punição imposto pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) por ter sido flagrado em exame antidoping.

Mais Esporte