Topo

Esporte

Brasil encara Sérvia em "final" pela vaga nas oitavas de final da Copa

26/06/2018 13h58

Moscou, 26 jun (EFE).- A seleção brasileira enfrentará nesta quarta-feira, a Sérvia, precisando de um empate para garantir uma das duas primeiras colocações do grupo E da Copa do Mundo, em rodada final que promete fortes emoções, em que até o fantasma da eliminação precoce se faz presente para os pentacampeões.

O jogo será disputado na Otkrytiye Arena, em Moscou, contra um adversário que vem mordido pela derrota para a Suíça, sofrida de virada por 2 a 1, com gol sofrido nos minutos finais do segundo tempo. Se tivesse saído com os três pontos na última partida, os sérvios estariam classificados às oitavas.

O Brasil sofreu nas duas primeiras partidas da Copa, com um empate por 1 a 1 com os suíços e uma vitória suada por 2 a 0 sobre a Costa Rica. O desempenho, inclusive, permitiu especulações sobre possíveis mudanças no time titular para a rodada decisiva, o que acabou não se confirmando.

Neymar, inclusive, é um dos que foi contestado. O craque ainda busca a forma ideal depois de operação de fratura no pé direito, em março. Segundo Tite, o camisa 10 está evoluindo dentro do esperado, física e tecnicamente, para alcançar o auge ainda nesta Copa.

"Quando foi bem contra a Croácia, houve toda uma situação e eu disse 'calma'. Se pegarem o mapa de calor contra a Suíça, é um. Contra a Costa Rica, tanto as jogadas de lado, como por dentro, aumentaram consideravelmente", avaliou o técnico, lembrando de alerta dado no início do mês.

Se Neymar ainda não estourou, o mesmo não se pode dizer de Philippe Coutinho. Eleito pela Fifa o melhor jogador em campo contra a Suíça e contra a Costa Rica, o meia do Barcelona é o artilheiro da equipe brasileira na Rússia, tendo marcado um gol em cada um dos confrontos.

Com a manutenção da equipe que venceu a seleção centro-americana, o camisa 11 seguirá formando linha de meio, com Casemiro e Paulinho. Mais a frente, estarão Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Além disso, Alisson permanece no gol, e a zaga será alinhada com Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo.

Nos treinos realizados durante esta semana, Tite deu pistas de que pode dar mais oportunidades para Roberto Firmino, Renato Augusto e Fernandinho durante o jogo, fazendo mudanças que, inclusive, alterarão a formação tática da equipe.

O técnico da seleção adiantou na entrevista coletiva desta terça-feira que levará a campo a mesma equipe que enfrentou a Costa Rica e que Miranda será o capitão, colocando mais uma vez em prática o revezamento da braçadeira que resolveu adotar no Brasil.

Na luta pela classificação, os pentacampeões estarão garantidos nas oitavas em caso de empate, independente do resultado do duelo entre suíços e os eliminados costa-riquenhos. Se só marcar um ponto, dependerá de vitória dos 'Ticos' ou empate na outra partida.

Se baterem os sérvios, os brasileiros ficarão com a liderança se a Suíça passar por Costa Rica, no máximo, com a mesma diferença de gols, para que o saldo fique inalterado.

Existe a possibilidade, inclusive, de Neymar e companhia se classificarem mesmo com derrota, mas, para isso, os suíços deverão ser derrotados, também com o saldo de gols sendo levado em conta.

A Sérvia venceu a Costa Rica por magro 1 a 0 na estreia, e foi derrotada pela Suíça por 2 a 1, em jogo marcado por polêmica, já que a seleção do Leste Europeu reclamou muito de pênalti não marcado no atacante Aleksandar Mitrovic, ocorrido quando o placar estava igual, ignorado pelo árbitro alemão Felix Brych e a equipe do VAR.

Em decorrência do que aconteceu no jogo entre representantes da Europa, em Kaliningrado, a semana foi tumultuada para os sérvios. O técnico Mladen Krstajic foi multado em 5 mil francos (cerca de R$ 19 mil) pela Fifa por ter reclamado da arbitragem no último jogo e ter dito que o árbitro deveria ser mandado para o Tribunal de Haia, que julgou os crimes de guerra de seus conterrâneos.

A Federação de Futebol da Sérvia também recebeu uma multa de 54 mil francos (cerca de R$ 206 mil) pelo comportamento da torcida, que levou cartazes e mensagens de cunho discriminatório, e uma imagem de Ratko Mladic, ex-militar condenado por genocídio de oito mil muçulmanos bósnios.

O histórico do confronto é favorável para os brasileiros. Com a denominação de Sérvia, as duas seleções só se enfrentaram uma vez na história, no amistoso preparatório para a Copa de 2014, disputado em São Paulo, com vitória brasileira por 1 a 0, sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Como Iugoslávia, foram 18 confrontos, com nove vitórias brasileiras, sete empates e duas derrotas.



Prováveis escalações:.

Sérvia: Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic, Tadic, Milinkovic-Savic e Kostic; Mitrovic. Técnico: Mladen Krstajic

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite

Árbitro: Alireza Faghani (Irã), auxiliado pelos compatriotas Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri.

Estádio: Otkrytiye Arena, em Moscou (Rússia).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte