Topo

Esporte

México e Suécia duelam em grupo no qual todos têm chance de ir às oitavas

26/06/2018 14h14

Ecaterimburgo (Rússia), 26 jun (EFE).- Em um grupo F no qual praticamente todos os cenários de classificação às oitavas de final estão em aberto, México e Suécia se enfrentarão nesta quarta-feira, em Ecaterimburgo, podendo tanto conseguir a liderança da chave como até mesmo serem eliminados da Copa do Mundo.

A situação da chave é uma das mais complexas da Copa, mas, basicamente, o México, que tem seis pontos, garantirá a liderança com 100% de aproveitamento se vencer e também poderá se classificar com um empate. Se perder, será ultrapassado pela Suécia (no momento com três pontos e que levaria vantagem pelos critérios de desempate), e ficará em situação muito delicada, dependendo do resultado de Alemanha e Coreia do Sul.

Após vencer Alemanha (1 a 0) e Coreia do Sul (2 a 1), os mexicanos ficaram nesta curiosa situação de preocupação após o gol nos acréscimos de Toni Kroos, que garantiu a vitória dos alemães sobre os suecos na rodada passada.

O objetivo do técnico Juan Carlos Osorio é não perder o bom desempenho que transformou a 'Tri' em uma das sensações da Copa com um futebol ofensivo e solidário. Três jogadores diferentes fizeram os gols da seleção até aqui no torneio: Hirving Lozano, Carlos Vela (de pênalti) e Chicharito Hernández, que igualou o recorde de Luis Hernández de ter marcado quatro com a seleção em Mundiais.

Para atingir o inédito desempenho perfeito em uma fase de classificação pelo México, Osorio deve deixar de lado mais uma vez sua característica de fazer rodízio no time titular, prática bastante criticada pela imprensa do seu país. Mas não se pode dar o crédito aos críticos nessa disputa, porque é o "professor" que está conseguindo em campo o que poucos especialistas acreditavam e com resultados merecidos, não frutos de lances eventuais nas partidas.

A situação da Suécia esteve muito próxima de ser muito mais confortável para este jogo. Até os acréscimos do duelo contra a Alemanha, o time de Janne Andersson chegava aos quatro pontos e poderia fazer um "jogo de compadres" com os mexicanos, já que os germânicos não chegariam à mesma pontuação dos suecos em caso de empate em Ecaterimburgo, resultado que igualmente garantiria o México em primeiro lugar.

Mas o gol de falta de Kroos, após falta boba de Jimmy Durmaz, que transformou a tranquilidade de uma vaga quase certa em uma obrigação de vitória. Pelo menos, a seleção escandinava depende das próprias forças para conseguir um triunfo mínimo, até por 1 a 0, que seria suficiente para chegar às oitavas de final.

O time também não deve ter alterações para esta "decisão", que pode provar de uma vez por todos que a equipe já saiu da sombra de Zlatan Ibrahimovic, que ameaçou desistir da aposentadoria da seleção para disputar a Copa. O veterano astro não foi chamado pelo treinador, que preferiu privilegiar o grupo que conquistou a vaga para o torneio deixando no caminho Holanda e Itália.



Prováveis escalações:.

Suécia: Olsen; Lustig, Granqvist, Nilsson-Lindelöf e Augustinson; Claesson, Larsson, Ekdal e Forsberg; Berg e Toivonen. Técnico: Janne Andersson.

México: Ochoa; Salcedo, Ayala, Moreno e Gallardo; Herrera, Guardado, Layún e Vela (Giovani dos Santos); Lozano e Chicharito Hernández (Raúl Jiménez). Técnico: Juan Carlos Osorio.

Árbitro: Néstor Pitana (ARG), auxiliado pelos compatriotas Hernan Maidana e Juan Belatti.

Estádio: Central, em Ecaterimburgo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte