Topo

Esporte

Panamá e Tunísia buscam a primeira vitória no jogo de despedida da Copa

27/06/2018 14h09

Saransk (Rússia), 27 jun (EFE).- Panamá e Tunísia se despedirão da Copa do Mundo nesta quinta-feira, na Mordovia Arena, em Saransk, em jogo que não tem mais valor de classificação no grupo G, em que Inglaterra e Bélgica já carimbaram passaporte às oitavas de final.

Na última partida na competição, as seleções buscarão apagar a impressão deixada nos dois compromissos anteriores, principalmente, na última rodada, em que ambas acabaram derrotas sendo batidas por placares elásticos.

O Panamá, estreante na Copa, vai em busca de reabilitação após ser goleada pela Inglaterra por 6 a 1, em Nizhny Novgorod. Curiosamente, a torcida da seleção centro-americana não deixou de festejar, quando os 'Canaleros' descontaram o placar, já nos acréscimos.

A partida marcará também a despedida de alguns dos jogadores mais experientes, como o zagueiro Felipe Baloy, de 37 anos, justamente, o autor primeiro gol do Panamá em uma Copa do Mundo. O ex-Grêmio e Atlético Paranaense deixará, não só de defender a seleção, como pendurará as chuteiras.

Atualmente no Municipal, da Guatemala, o veterano, provavelmente, começará no banco de reservas. A expectativa, contudo, é que o jogador, com mais de 100 convocações e há 17 anos defendendo a equipe nacional, atue por alguns minutos, pelo menos.

Além de Baloy, devem dar adeus à seleção também o goleiro Jaime Penedo, de 36 anos, o meia Gabriel Gómez, de 34, e os atacantes Luis Tejada, de 36, e Blas Pérez, de 37.

O Panamá deve ir a campo nesta quinta-feira com equipe titular parecida a utilizadas nos jogos contra Bélgica e Inglaterra, já que seu técnico Hernán Dario Gómez não é adepto a fazer muitas alterações. A única alteração certa será o atacante Ismael Díaz, que machucou a perna direita no treinamento desta terça-feira e não terá condições de jogar.

A Tunísia, que está disputando sua quinta Copa do Mundo, vai para a partida querendo alcançar a segunda vitória na competição, depois de ter levado a melhor sobre o México, em 1978, por 3 a 1, logo na primeira rodada do grupo 2. O resultado positivo foi o primeiro de seleções africanas no torneio.

A equipe comandada pelo técnico Nabil Maaloul também quer apagar a goleada sofrida na última rodada nesta edição do Mundial, quando levou 5 a 2 da Bélgica, depois de boa atuação contra a Inglaterra na estreia.

A vaga no gol é uma das grandes dúvidas da Tunísia para a partida desta quinta. A equipe africana já tinha perdido Mouez Hassen por lesão na estreia do Mundial, contra a Inglaterra, e agora perdeu Farouk Ben Mustapha.

O goleiro reservas sofreu uma lesão no joelho durante o treino de terça-feira e ficará fora dos gramados de sete a dez dias. Dessa forma, só restou a terceira opção da posição, o goleiro Aymen Mathlouthi, de 33 anos, que atua no Étoile du Sahel.



Provável escalação:.

Panamá: Penedo; Murillo, Torres, Escobar e Davis; Gómez, Godoy, Cooper, Bárcenas e Rodríguez; Pérez. Técnico: Hernán Darío Gómez.

Túnisia: Mathlouthi; Bronn, Nagguez, Ben Aloune e Maaloul; Khaoui, Skhiri, Sassi, Fakhreddine Ben Youssef e Badri; Khazri. Técnico: Nabil Maaloul.

Árbitro: Nawaf Shukralla (Bahrein), auxiliado pelo compatriota Yaser Tulefat e Taleb Al Marri (Catar)

Estádio: Mordovia Arena, em Saransk (Rússia).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte