Topo

Esporte

Fazio diz que Argentina chega reforçada e confiante para duelo contra França

28/06/2018 10h59

Bronnitsy (Moscou), 28 jun (EFE).- O zagueiro Federico Fazio reconheceu nesta quinta-feira que, após conseguirem a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo, os jogadores da seleção argentina se sentem "reforçados e com confiança" para o duelo do próximo sábado contra a França.

"Depois de conseguir uma vitória, aumentam a confiança e a vontade. Acredito que temos chance de ganhar e temos que aproveitá-la. Nós nos sentimos reforçados e com confiança", disse o jogador em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Fazio explicou que as atenções do elenco estão voltadas para o jogo contra a seleção francesa, que será disputado neste sábado na cidade de Kazan, e disse que os jogadores estão trabalhando "da melhor maneira para passar às quartas de final".

"Pensar só no jogo seguinte é o que faz o grupo crescer e chegar longe. Por isso não pensamos em ser favoritos, mas em trabalhar para a próxima partida".

O zagueiro também destacou a "atitude" mostrada pela equipe na última rodada do Grupo D, com sua primeira vitória no Mundial, sobre a seleção da Nigéria.

"Acho que vimos a equipe muito mais comprometida, mais aguerrida e unida, com outra atitude, e Leo (Messi) acompanha isso", disse Fazio ao ser perguntado sobre o rendimento do capitão.

A vitória sobre os nigerianos por 2 a 1 permitiu deu à Argentina a classificação para as oitavas de final e devolveu ao grupo de jogadores a "esperança máxima" após "a evolução" que mostraram "em cada partida".

"Acredito que a mentalidade vencedora é muito importante, não só no futebol, mas em qualquer coisa. É importante estar concentrado no objetivo e saber a qualidade e capacidade que esta seleção tem. É muito importante depois de finalmente ter ganhado e de ter avançado à fase seguinte. Acredito que é preciso cotinuar com esta mentalidade vencedora", ressaltou o jogador.

Por outro lado, Fazio explicou que, apesar do empate com a Islândia e a derrota para a Croácia, o vestiário permaneceu "tranquilo e unido, dentro e fora de campo".

"Mesmo não tendo conseguido os três pontos no primeiro e no segundo jogos, nos sentíamos muito bem e continuamos da mesma forma. Agora trabalhamos com mais confiança porque veio essa vitória. Estamos muito unidos e com o mesmo objetivo", concluiu o jogador.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte