Topo

Esporte

Na Áustria, Hamilton quer manter hegemonia da Mercedes e disparar na ponta

28/06/2018 14h28

Redação Central, 28 jun (EFE).- O britânico Lewis Hamilton terá oportunidade de abrir vantagem na liderança do Mundial de Fórmula 1 neste fim de semana, no Grande Prêmio da Áustria, nona etapa da competição, em circuito que a Mercedes tem dominado nos últimos anos.

Na Red Bull Ring, em Spielberg, a escuderia alemã venceu todas as provas desde 2014, quando a prova voltou ao calendário. Além das vitórias, o time prateado só não fez a pole há quatro anos, quando Felipe Massa colocou a Williams na primeira colocação.

Além deste histórico plenamente favorável, a Mercedes vem de grande resultado no GP da França, com dobradinha no grid de largada e vitória de Hamilton, que não foi ameaçado em nenhum momento.

A vida do quatro vezes campeão mundial ficou ainda mais fácil, depois do acidente entre seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, e o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, logo na primeira curva.

A batida no início da prova prejudicou a vida vice-líder do maior oponente de Hamilton na atualidade, que não conseguiu manter a liderança do campeonato, mesmo após a corrida de recuperação para terminar na quinta colocação.

Neste momento da temporada, Vettel aparece 14 pontos atrás de Hamilton (145 a 131). O desafio para o ferrarista será tentar minimizar este amplo domínio da Mercedes na Áustria, que se explica pelas quatro longas retas do autódromo, característica ideal para o potente motor Mercedes.

Bottas (92 pontos) e o também finlandês Kimi Raikkonen (83), em quarto e quinto lugares no Mundial de 2018, respectivamente, tentarão sair da sombra de seus companheiros e se aproximar na tabela de classificação, mas é o australiano Daniel Ricciardo que terá o maior desafio, de manter Red Bull próxima dos dois primeiros colocados na tabela.

Com 96 pontos, o terceiro co campeonato vem alternando grandes desempenhos com provas decepcionantes, como as duas vitórias, na China e em Mônaco, nas duas únicas etapas em que subiu ao pódio, e também dois abandonos. O holandês Max Verstappen também começou irregular, vem de três pódios nas últimas quatro corridas.

Os treinos para o Grande Prêmio da Áustria serão iniciados nesta sexta-feira, às 6h (de Brasília), com a primeira sessão livre. A definição do grid de largada acontecerá no dia seguinte, às 10h. A largada para a primeira das 71 voltas será dada às 10h10 de domingo.

Para o fim de semana, a Pirelli, fornecedora de pneus da categoria, vai disponibilizar os mesmos compostos liberados para o GP da França: macio, supermacios e ultramacios.

Mais Esporte