Topo

Esporte

Arthur se diz fã de Xavi e Iniesta em apresentação no Barça, mas nega pressão

12/07/2018 11h30

Barcelona (Espanha), 12 jul (EFE).- Apresentado nesta quinta-feira como reforço para o meio-campo do Barcelona, o brasileiro Arthur enalteceu o futebol de Xavi Hernández e Andrés Iniesta, dois ídolos da equipe catalã que jogam na mesma posição que a sua, mas negou que sucedê-los represente uma pressão.

"Nunca escondi a paixão que sinto por esses dois jogadores. É fantástico que me comparem com ele, mas isso não vai me afetar. Eu os tenho como espelho, são uma referência para mim, fizeram história no clube. Mas eu sou Arthur, tenho uma longa carreira pela frente, e ei de demonstrar a todo mundo por que estou aqui. Trabalharei para chegar o mais perto possível deles", declarou o ex-jogador do Grêmio depois de ter assinado contrato.

O brasileiro assinou contrato no camarote do Camp Nou e em seguida foi apresentado a torcedores na tribuna do estádio ao lado do presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu.

"Estamos muito contentes que um jogador jovem (21 anos), com talento e uma projeção tão grande, venha para o Barça com essa ambição", destacou o dirigente, que lembrou que Arthur é o 39º brasileiro a vestir a camisa 'blaugrana'.

Depois da breve apresentação, Arthur foi para o vestiário para trocar o terno e a gravata pelo uniforme de jogo e enfim pisar no gramado do Camp Nou.

Embora o Barcelona tenha anunciado que a apresentação não seria aberta ao público alegando obras no estádio, cerca de 200 turistas conseguiram ter acesso à terceira tribuna para ver o jogador, que voltou a se trocar-se, passando a usar um agasalho da equipe para atender à imprensa.

"Estou muito feliz por poder vestir a camisa do Barça. É um estilo de jogo que eu acompanhei desde criança, sempre com a bola no pé, pensado que gostaria de jogar aqui algum dia", declarou o volante aos jornalistas.

Junto com o meio-campista, estavam o secretário técnico, Eric Abidal, e o vice-presidente esportivo, Jordi Mestre, que deu os detalhes da operação. Foram pagos 30 milhões de euros fixos ao Grêmio e ainda há 9 milhões em variáveis dependendo do desempenho do atleta, que tem rescisão contratual de 400 milhões de euros.

"Poder vir para uma equipe como o Barcelona é fantástico para mim, porque vou curtir jogar ao lado de grandes jogadores, de grandes figuras. Esse sempre foi o meu sonho", destacou Arthur, que revelou ter conversado com brasileiros que passaram pelo clube.

"Falei com Paulinho, Philippe Countinho, Neymar... E todos me disseram o mesmo: que esta é uma cidade maravilhosa, com bom clima, uma cultura muito fácil e um grande clube no qual é muito fácil trabalhar", resumiu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte