Topo

Esporte


Ex-jogador da seleção espanhola é condenado por lavagem de dinheiro

José Luis Caminero defendeu a Espanha na Copa do Mundo de 1994 (foto); atualmente, é diretor esportivo do Málaga - Ben Radford/AllSport/Getty Images
José Luis Caminero defendeu a Espanha na Copa do Mundo de 1994 (foto); atualmente, é diretor esportivo do Málaga Imagem: Ben Radford/AllSport/Getty Images

Da EFE, em Madri

22/10/2018 13h25

O ex-jogador José Luis Caminero, que disputou a Copa do Mundo de 1994 pela seleção espanhola, foi condenado nesta segunda-feira (22) a quatro meses de prisão e o pagamento de uma multa de 17.237 euros (mais de R$ 72,7 mil) por lavagem de dinheiro proveniente do narcotráfico, embora tenha havido um acordo para que o réu não seja detido.

Em um princípio, o promotor designado para o caso queria uma detenção de quatro anos, mas depois reduziu a pedida devido a demoras indevidas nas investigações.

Entretanto, a pena foi diminuída após a assinatura de um acordo com Caminero, ex-meia de Valladolid e Atlético de Madri e hoje diretor esportivo do Málaga. Além disso, após a divulgação do acerto, o advogado do ex-atleta também compactuou com o Ministério Fiscal a substituição da pena de prisão por uma multa extra de 2,4 mil euros (cerca de R$ 10,1 mil).

No julgamento, o ex-jogador e outros 14 acusados admitiram os fatos e chegaram a um acordo com o Ministério. Dos condenados, 11 tiveram a mesma pena que o diretor esportivo do Málaga, enquanto os três considerados líderes do grupo foram condenados a 18 meses de cadeia e uma multa de 34.473 euros (equivalente a R$ 145,5 mil).

Caminero disputou 21 partidas pela seleção da Espanha e marcou oito gols. Esteve na Copa de 1994, em que balançou as redes três vezes e ajudou o time a avançar até as quartas de final.

Mais Esporte