Topo

Esporte


Em casa, Junior Barranquilla defende vantagem em reencontro com o Santa Fé

28/11/2018 13h59

Barranquilla (Colômbia), 28 nov (EFE).- O Junior Barranquilla, em confortável vantagem por ter vencido o jogo de ida, receberá nesta quinta-feira o Independiente Santa Fé, em reencontro que definirá o segundo classificado à final da Copa Sul-Americana.

Na primeira partida, em Bogotá, disputada no último dia 8, os visitantes levaram a melhor por 2 a 0, com gols do atacante Teo Gutiérrez, aos 39 do primeiro tempo, e do lateral-direito Marlon Piedrahita, aos 2 minutos da etapa complementar.

Com o resultado obtido na ida, o Junior avançará a decisão no tempo normal, mesmo se for derrotado por um gol de diferença. Caso seja batido por 2 a 0, o time da casa terá que decidir o destino na competição nas cobranças de pênalti.

Para o Santa Fé sair vencedor da série nos 90 minutos regulamentares, é preciso vencer por três gols ou mais de diferença, ou por dois gols, desde que balance a rede, ao menos, três vezes, ou seja, por 3 a 1, 4 a 2, 5 a 3, e assim por diante.

Em situação confortável na Sul-Americana, o Junior Barranquilla ainda chega embalado pela classificação à final do Torneio Finalización do Campeonato Colombiano. No domingo, a equipe empatou com o Rionegro Águilas em 1 a 1, após ter vencido por 3 a 2, fora de casa.

O duelo mais recente, no entanto, deixou duas baixas para o jogo de volta com o Santa Fé. O jovem zagueiro Willer Ditta sofreu uma entorse em um dos tornozelos, por isso, foi vetado pelo departamento médico, assim como o meia Leonardo Pico, que fraturou o braço esquerdo.

Os dois, no entanto, são reservas habituais no time comandado pelo uruguaio Julio Comesaña, que deverá repetir a formação que entrou em campo em Bogotá, há duas semanas. A única dúvida é o goleiro Sebastián Viera, que se recupera de problema físico sofrido no primeiro encontro com os Águilas.

O Junior, por sua vez, luta para evitar que este seja o último jogo do ano. A equipe foi eliminada nas quartas de final do Finalización, ao ser derrotada nos pênaltis pelo Deportes Tolima, e só tem a Sul-Americana como caminho para a próxima edição da Taça Libertadores.

O técnico uruguaio Guillermo Sanguinetti tem problema no gol, em que o capitão Leandro Castellanos, assim como o reserva imediato Robinson Zapata, está contundido. Assim, Miguel Solís estará no gol pela primeira vez em torneios continentais em 2018.

O grande destaque do Santa Fé é o atacante Wilson Morelo, que brilhou nesta temporada, durante o tempo em que o clube disputou a Libertadores. O jogador marcou nove gols na competição, de que ainda é artilheiro, junto com Miguel Borja, do Palmeiras.



Prováveis escalações:.

Junior Barranquilla: Viera (ou Chunga); Piedrahita, Gómez, Pérez e Fuentes; Sánchez, Narváez e Cantillo; Barreira, Díaz e Gutiérrez. Técnico: Julio Comesaña.

Independiente Santa Fé: Solís; Arboleda, Henao, Urrego e Balanta; Gordillo, Perlaza, Roa e Guichón; Rodríguez e Morelo. Técnico: Guillermo Sanguinetti.

Árbitro: Patricio Loustau (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Belatti.

Estádio Metropolitano, em Barranquilla (Colômbia).

Mais Esporte