Topo

Esporte

África do Sul condena técnico de polo aquático em escola por abuso sexual

iStock
Imagem: iStock

Da EFE, em Johanesburgo (África do Sul)

29/11/2018 17h40

A justiça da África do Sul condenou nesta quinta-feira (29) o técnico de polo aquático de uma escola de ensino médio a 23 anos de prisão, devido aos crimes de abuso sexual contra 17 menores e de agressão em 12 casos.

​​​​​Collan Rex era treinador da Escola Secundária de Parktown, uma das mais antigas de Johanesburgo, e tem 23 anos de idade.

Leia também:

O réu pegou 20 anos de prisão pelas 144 acusações de abuso sexual de que era acusado. Além disso, outros três anos foram dados adicionalmente, devidos aos 12 casos de agressão.

As vítimas do ex-técnico, que confessou os crimes, tinham entre 13 e 16 anos.

"Segundo os fatos, o senhor não pode ser descrito como além de um criminoso sexual em série e um abusador sexual", afirmou o juiz Peet Johnson, ao ler a sentença no tribunal de Gauteng, no centro do país, conforme afirmou o site local News 24.

Inicialmente, Rex era apontado como autor de mais de 300 casos de abuso, mas, ao confessar 144 deles, a promotoria aceitou reduzir a acusação e a pena pedida.

Mais Esporte