Topo

Esporte

Presidente da Espanha autoriza final da Libertadores em Madri

29/11/2018 18h26

Madri, 29 nov (EFE).- O presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, deu sinal verde para que o país receba o segundo jogo da final da Taça Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors.

Fontes do Palácio de la Moncloa informaram que Sánchez confirmou a disposição de sediar a partida depois da Conmebol comunicar oficialmente ao país que deseja que o jogo seja realizado no Estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid, na capital espanhola.

Sánchez está na Argentina para participar da cúpula do G20, mas já orientou que sejam tomadas as medidas necessárias para elaborar o esquema de segurança necessário para a decisão da Libertadores.

A proposta da Conmebol foi formalizada durante uma reunião realizada na tarde desta quinta-feira na sede da Delegação do Governo de Madri. Estiveram no encontro representantes do Real, da polícia, além de dirigentes da Fifa e da entidade sul-americana.

Ainda não há data para a partida, suspensa após graves incidentes de violência em Buenos Aires. Fontes do governo de Madri afirmaram à Agência Efe que o jogo deve ser marcado nos dias 8 ou 9 de dezembro.

Depois do ataque ao ônibus que levava os jogadores do Boca Juniors ao Estádio Monumental de Núñez, incidente que provocou o adiamento da partida, a Conmebol decidiu realizar o duelo em um campo neutro, fora da Argentina.

Mais Esporte