Topo

Esporte


Marrocos, África do Sul e Egito são favoritas a sediar Copa Africana 2019

Aiuri Rebello/UOL
Camarões seria sede do torneio, mas organização cassou direito Imagem: Aiuri Rebello/UOL

Da EFE

01/12/2018 15h29

Marrocos, Egito e África do Sul são os três principais favoritos a sediar a Copa Africana de Nações, que será disputada em 2019, depois que o Comitê Executivo da confederação continental decidisse retirar a organização de Camarões.

O país centro-africano perdeu o direito de receber o torneio de seleções devido a atrasos nas obras de estádios e infraestruturas para a competição, que será iniciada no dia 15 de junho e terá conclusão no dia 13 de julho.

A Confederação Africana abriu, dessa forma, um novo prazo de apresentação de candidaturas. Apesar de não haver qualquer manifestação oficial, Marrocos, África do Sul e Egito já despontam como favoritas.

Os marroquinos, além disso, aparecem como mais fortes entre o trio, já que vêm tentando mostrar potencial junto à Fifa para receber uma edição da Copa do Mundo. O país é candidato, por exemplo, ao Mundial de 2030.

Os aul-africanos, por sua vez, ainda contam com a estrutura do Mundial de 2010, o primeiro disputado no continente. Já os egípcios foram os primeiros a se manifestarem sobre a possibilidade, embora, sem oficializar a candidatura.

Esta é a quarta vez que a Copa Africana de Nações terá que mudar de sede. Em 2013, a Líbia era a escolhida, mas, o torneio aconteceu na África do Sul, por razões de segurança. Em 2015, um surto de ebola tirou o torneio do Marrocos para Guiné Equatorial.

No 2017, a competição seria em território sul-africano, mas, devido a mudança de quatro anos antes, acabou sendo realizado no Gabão.

Mais Esporte