Topo

Esporte


Presidente da Fifa joga para Conmebol tarefa de decidir sobre final

Dan Mullan/Getty Images
Imagem: Dan Mullan/Getty Images

01/12/2018 14h13

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, evitou polemizar neste sábado, ao ser informado que o River Plate se manifestou contra a mudança da sede da partida de volta da final da Taça Libertadores para o estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

"A Conmebol vai ter que tomar uma decisão. A minha convicção pessoal é que sempre se deve jogar", disse o dirigente, em entrevista coletiva concedida em Buenos Aires, na Argentina.

Mais cedo, o River divulgou comunicado dirigido ao presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, em que condena a decisão, por desconfigurar a competição, prejudicar a quem adquiriu ingressos e afetar a igualdade de condições, a partir da perda do mando.

"A bola não pode parar, temos todos que pensar como poderemos dar condições para o jogo", se limitou a dizer Infantino, que está participando de atividades relacionadas à cúpula do G20, na capital argentina.

"A partida será em Madri, que também é um pouquinho América do Sul. Talvez, seja algo que marque um antes e depois no futebol", completou.
 

Mais Esporte