Topo

Esporte


Liverpool sofre, mas bate Burnley e segue na cola do Manchester City

05/12/2018 22h17

Redação Central, 5 dez (EFE).- O Liverpool suou muito a camisa para vencer nesta quarta-feira o Burnley por 3 a 1, fora de casa, e chegar aos 39 pontos no Campeonato Inglês, dois a menos que o Manchester City, em dia de empate no duelo entre Manchester United e Arsenal, no estádio Old Trafford.

No Turf Moor, os gols só saíram no segundo tempo, com os anfitriões abrindo o placar aos 9, com o meia inglês Jack Cork. Outro meia inglês James Milner conseguiu igualar oito minutos depois. Na sequência, aos 24, o atacante Roberto Firmino virou, logo após sair do banco de reservas.

Nos instantes finais da partida, o zagueiro inglês Ben Mee ficou muito perto de marcar, mas, parou em grande defesa do goleiro Alisson. Na sequência, aos 46, o meia suíço Xherdan Shaqiri balançou a rede, dando números finais ao duelo.

Com a vitória, o time do volante Fabinho, que passou os 90 minutos no banco, chegou aos 39 pontos e segue na cola do City, que ontem venceu o Watford por 2 a 1, fora de seus domínios. O Burnley, por sua vez, é o 19º colocado, com apenas nove pontos.

Em Old Trafford, United e Arsenal empataram em 2 a 2, em resultado péssimo para as pretensões dos dois times, que, pela primeira vez se enfrentaram desde 1986, desde que o escocês Alex Ferguson e o francês Arséne Wenger estivessem em um dos bancos de reservas.

Os 'Gunners' pularam na frente no marcador aos 26 do primeiro tempo, com gol do zagueiro alemão Shkodran Mustafi, em falha do goleiro espanhol David de Gea. Quatro minutos depois, o atacante francês Anthony Martial deixou tudo igual.

O zagueiro argentino Marcos Rojo marcou contra aos 23 da etapa complementar, e deixou o Arsenal na frente. No minuto seguinte, contudo, o meia-atacante inglês Jesse Lingard voltou a empatar o marcador para os Diabos Vermelhos.

O time comandado pelo espanhol Unai Emery caiu para a quinta posição na tabela, com 30 pontos. A equipe treinada pelo português José Mourinho, por sua vez, perdeu duas posições e agora está em nono, com 22 pontos.

O Chelsea decepcionou na rodada e ficou ainda mais longe de Manchester City e Liverpool, ao perder para o Wolverhampton por 2 a 1, fora de seus domínios. Com isso, os 'Blues' ficaram estacionados na marca de 31 pontos e agora está no quarto posto.

O volante inglês Ruben Loftus-Cheek colocou os visitantes na frente, mas, o atacante mexicano Raúl Jiménez, e o meia-atacante português Diogo Jota conseguiram alcançar a virada para os anfitriões.

O Tottenham, por sua vez, saltou para terceiro, com a vitória sobre o Southampton por 3 a 1, em Wembley. O meia-atacante Lucas Moura marcou um dos gols dos 'Spurs', que também tiveram o atacante inglês Harry Kane e o atacante sul-coreano Son Heung-min entre os artilheiros. O atacante inglês Charlie Austin descontou.

Já o Everton desperdiçou chance de se aproximar da zona de classificação para a Liga Europa, ao empatar com o Newcastle em 1 a 1, dentro de seus domínios. O atacante brasileiro Richarlison balançou a rede para os 'Toffees'. O atacante venezuelano Salomón Rondón marcou para os 'Magpies'.

O Leicester foi outro que vacilou, quando tinha oportunidade de ficar mais perto do G-5 do Inglês, ao não passar de igualdade com o Fulham em um gol. O atacante francês Aboubakar Kamara marcou para a equipe londrino. O meia inglês James Maddison anotou para os 'Foxes'.

Mais Esporte