Topo

Esporte

Presidente da Federação Peruana é preso acusado de ligação com quadrilha

06/12/2018 19h47

Lima, 6 dez (EFE).- O presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo, foi preso nesta quinta-feira de maneira cautelar, por 15 dias, em meio a investigação por supostos vínculos com uma organização criminosa, segundo informou o Ministério Público local.

A detenção foi pedida pelo promotor Rocío Sánchez, em ação que ainda resultou em mais quatro prisões, além de uma série batidas em imóveis e empresas, assim, como na sede da entidade que rege o futebol do Peru, conforme veiculou a emissora de televisão "Canal N".

Oviedo, que tem uma empresa produtora de acúçar foi preso em casa, no distrito de San Borja, em Lima. Ele é acusado de ligação com a quadrilha formada por juízes e diversas autoridades peruanas, desbaratada em junho deste ano.

O dirigente é acusado de receber favores do grupo em um processo que responde na justiça local, em que pode ser condenado até dois anos de prisão, por liderar um bando que teria sido responsável pelo assassinato de um sindicalista que trabalhava na empresa do presidente da FPF.

Com a prisão de Oviedo, a entidade esportiva será assumida interinamente pelo vice, Agustín Lozano, por tempo indeterminado. Segundo a imprensa local, a informação será oficializada junto a Conmebol e Fifa nas próximas horas.

Mais Esporte