Topo

Esporte


Torcedor preso por ataque ao ônibus do Boca Juniors se diz arrependido

07/12/2018 13h22

Buenos Aires, 7 dez (EFE).- Matías Sebastián Nicolás Firpo, torcedor do River Plate preso sob acusação de envolvimento com o ataque ao ônibus que levava a delegação do Boca Juniors para o segundo jogo da final da Taça Libertadores, disse nesta sexta-feira que está arrependido do que fez.

"Foi um momento em que não soube controlar um impulso de que me arrependo. Eu sei que agi mal. Não sou de fazer isso e me dói o que aconteceu", disse o homem, de 31 anos, que foi libertado ontem, após breve julgamento preliminar, durante entrevista à emissora local "Todo Noticias"

Firpo foi detido na cidade de Lomas del Millón, que pertence à província de Buenos Aires, inclusive, com aparência diferente da que era conhecida pelos investigadores, o que indicou ter se tratado de uma tentativa de fuga.

Firpo foi condenado pela justiça argentina a dois anos e quatro meses de prisão, que não precisarão ser cumpridos. Até o momento, se trata do único detido pelo ataque ao ônibus, que chegou a ferir o volante e capitão do Boca, Pablo Pérez.

Segundo informaram as fontes consultadas pela Agência Efe, foi decidido que o torcedor do River não poderá estar nos arredores do Monumental de Núñez, nem entrar no estádio, pelo tempo da condenação, assim como não poderá assistir qualquer jogo 'in loco' no país e deverá prestar serviços comunitários.

Mais Esporte