Topo

Esporte


Emissora de TV pede para Liga Italiana tirar Supercopa da Arábia Saudita

ALBERTO LINGRIA/REUTERS
Juventus, de Cristiano Ronaldo (foto), enfrenta o Milan na disputa do troféu Imagem: ALBERTO LINGRIA/REUTERS

10/01/2019 16h07

A emissora de televisão do Qatar BeIN Sports pediu nesta quinta-feira que seja reconsiderada a ideia de realizar a Supercopa da Itália, entre Juventus e Milan, na próxima quarta-feira, em Jidá, na Arábia Saudita.

A solicitação foi feita por meio de carta assinada pelo diretor-geral do grupo que controla o canal, Yousef Al-Obaidly, para o diretor da liga que organiza a competição e também o Campeonato Italiano e a Copa da Itália, Luigi De Siervo.

"Se o jogo acontecer, a Lega Serie A terá falhado na hora de cumprir com o seu dever junto aos clubes membros e a comunidade esportiva", diz o texto.

O representante da BeIN diz ser profundamente decepcionante para o mundo do futebol, que a partida aconteça na Arábia Saudita, país que tem relações diplomáticas com o Catar rompidas desde 2017.

A justificativa para a emissora, que detém os direitos de transmissão da Supercopa, é o 'pirateamento' em massa do sinal por satélite em território saudita, através de decodificadores, que seriam utilizados com apoio do governo local.

Al-Obaidly, inclusive, afirma ter apresentado à liga evidências do problema na Arábia Saudita, o que não impediu a escolha de estádio no país como sede da partida.

O dirigente do canal ainda cita no texto o ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, que criticou a escolha, devido às restrições à presença de mulheres em partidas de futebol. 

Mais Esporte