Topo

Alemão - 2019


VAR corrigiu 40 erros no 1º turno do Campeonato Alemão, diz organização

REUTERS/Michael Dalder
Árbitro revisa jogada com o auxílio do VAR no Campeonato Alemão Imagem: REUTERS/Michael Dalder

2019-01-18T19:03:03

18/01/2019 19h03

O VAR corrigiu 40 erros do árbitro principal durante o primeiro turno do Campeonato Alemão, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira pela federação de futebol do país (DFB) e a liga de futebol (DFL), após terem feito um balanço sobre o uso do vídeo.

"No fundamental, podemos confirmar a tendência positiva que se viu na temporada 2017-2018", disse o vice-presidente da DFB para assuntos de arbitragem, Ronny Zimmermann.

O tempo das interrupções geradas pelo uso do árbitro de vídeo foi limitado a uma média de 60 segundos, o que, segundo Zimmermann, é comparável à duração de outras interrupções durante as partidas. O período de bola rolando, inclusive, aumentou em dois minutos de média.

O diretor do projeto para a introdução do VAR, Joachim Drees, destacou que foi possível manter o alto nível da temporada passada, embora em duas rodadas tenha havido um acúmulo de decisões equivocadas no uso da tecnologia, que geraram debate.

"Tudo indica que nas outras rodadas o desempenho dos responsáveis pelo VAR foi muito bom, ou inclusive extraordinariamente bom", opinou Drees.

O diretor, no entanto, vê margem de melhora sobretudo em relação às situações em que o VAR intervém, apesar de não haver erros de arbitragem evidentes, mas decisões que dependem da discricionariedade do árbitro principal. "O mais importante, porém, é que o primeiro turno não teve erros claros dos árbitros que tenham passado despercebidos", salientou.

Nos 153 jogos disputados até agora, o VAR revisou 879 situações, o que equivale a uma média de 5,7 por partida. Delas, 631 revisões foram feitas na central do árbitro de vídeo, sem interrupção do árbitro de campo.

As outras 248 revisões levaram a uma comunicação com o juiz. Em 192 ocasiões, foi ratificada a decisão e inicial, e em 56 houve troca, apenas uma delas errada. Além disso, duas vezes o VAR não interveio quando deveria.