Topo

Esporte


Inter supera lesão de Guerrero, vence e confirma liderança do grupo A

24/04/2019 23h50

Lima, 24 abr (EFE).- Garantido nas oitavas de final desde a rodada passada, o Internacional confirmou nesta quarta-feira a condição de líder do grupo A da Taça Libertadores ao vencer o Alianza Lima por 1 a 0 no Estádio Nacional, na capital peruana, apesar da entorse de tornozelo sofrida pelo atacante Paolo Guerrero.

O Colorado dominou a partida, com 64% de posse de bola, e finalizou mais que o adversário (16 a 7), mas a rede balançou apenas aos 36 minutos do segundo tempo, em gol de cabeça de Rodrigo Moledo.

O resultado levou o Inter, ainda invicto, a 13 pontos, quatro a mais que o segundo colocado, o River Plate, que mais cedo bateu o Palestino por 2 a 0 em Santiago. O atual campeão será o próximo adversário do vice-campeão gaúcho, em "amistoso" de luxo no dia 7 de maio em Buenos Aires. No mesmo dia, o Alianza Lima precisará golear o representante chileno por cinco gols de diferença no Peru para assumir a terceira posição e ficar com uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana.

O Inter entrou em campo em Lima com dois desfalques, o volante Rithely, com um problema muscular na coxa esquerda, e o atacante Guilherme Parede, expulso na vitória sobre o Palestino por 3 a 2 na rodada anterior. No time peruano, a baixa foi o meia Wilder Cartagena, também suspenso.

A partida marcou o reencontro do atacante Guerrero com o clube em cuja base foi revelado para o futebol. Entretanto, a participação do camisa 9 no duelo foi discreta, e ele foi substituído por Rafael Sobis no intervalo devido a uma entorse no tornozelo esquerdo.

Mesmo fora de casa, o Colorado começou atacando mais e teve a primeira chance aos sete minutos de partida. Edenílson disparou pela direita e tocou para Guerrero, que deixou para Patrick. O volante chutou firme e o goleiro Gallese fez grande defesa.

A resposta do time anfitrião foi dada aos 12, em uma jogada que começou em uma bola longa de Gallese. Affonso desviou de cabeça, apareceu para receber de volta de Quevedo e arrematou rente à trave.

A partir de então, o bicampeão da América teve mais a bola, mas errava muito no último terço do campo e só voltou a levar perigo aos 34. Patrick tabelou com Sarrafiore, encheu o pé e tirou tinta da trave direita. Três minutos depois, Guerrero cobrou falta com categoria, e Gallese fez grande intervenção.

O arqueiro peruano ia se consagrando e se destacou mais uma vez aos quatro minutos do segundo tempo, ao espalmar uma bomba de Sarrafiore após tabela do meia com Edenílson. Na sequência, aos 12, o próprio Sarrafiore lançou, Nico López emendou de primeira e Gallese pegou outra.

O jogo então esfriou, e Odair Hellmann mandou D'Alessandro a campo. Aos 23 minutos, o meia deu para Iago, que carimbou a marcação. Aos 26, o argentino tentou de fora, mas Gallese defendeu novamente.

Cada vez mais perto de abrir o placar, o Inter acertou o travessão aos 28, quando a bola foi de pé em pé no ataque até Edenílson ajeitar com carinho para chute forte de Patrick, que quase marcou.

De tanto insistir, o time visitante fez 1 a 0 aos 36 minutos. Sobis cobrou escanteio, Rodrigo Moledo teve toda a liberdade do mundo e cabeceou para o fundo da rede.

A partir de então, o que se viu foi o Alianza Lima em busca do empate de maneira desordenada e o Colorado cadenciando a partida. Nos acréscimos, aos 46 minutos, Cruzado levantou fechado da direita, e a bola tomava a direção do gol, mas Marcelo Lomba defendeu e confirmou o triunfo.

Ficha técnica:.

Alianza Lima: Gallese; Cuba, Godoy, Riojas e Guidino; Quevedo, Fuentes (Costa), Ramírez (Cruzado), Arroé e Rodríguez (Adrianzén); Affonso. Técnico: Miguel Ángel Russo.

Internacional: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson e Patrick; Sarrafiore (D'Alessandro), Nico López (Nonato) e Guerrero (Rafael Sobis). Técnico: Odair Hellmann.

Árbitro: Raúl Orosco (Bolívia), auxiliado pelos compatriotas Juan Pablo Montaño e Ariel Guizada.

Cartões amarelos: Gallese e Cruzado (Alianza Lima).

Gol: Rodrigo Moledo (Internacional).

Estádio Nacional, em Lima (Peru). EFE

Mais Esporte