Topo

Esporte


Autuori confirma que seguirá no Atlético Nacional e viaja para encarar Flu

2019-05-21T23:02:00

21/05/2019 23h02

Rionegro (Colômbia), 21 mai (EFE).- O técnico Paulo Autuori viajou nesta terça-feira ao Brasil após anunciar que continuará no comando do Atlético Nacional, que enfrenta o Fluminense na quinta-feira pelo jogo de ida na segunda fase da Copa Sul-Americana.

A equipe, que terá as baixas de Alexis Henríquez e Jeison Lucumí, viajou em dois grupos. O primeiro era composto pela maior parte do elenco, com escala no Panamá. O segundo, liderado por Autuori, fez conexão em Lima e seguiu rumo ao Rio de Janeiro.

O veterano técnico, de 62 anos, tinha colocado o cargo à disposição da diretoria do Atlético Nacional após derrota para por 3 a 1 o Deportivo Cali no quadrangular semifinal B do Torneio Apertura do Campeonato Colombiano. A equipe comandada por Autuori tem apenas um ponto em três jogos disputados na fase.

"Eu tinha que ter uma atitude digna depois de uma partida ruim, mas estou pronto para continuar com muita vontade, mas sem fugir daquilo que programamos", disse Autuori antes de embarcar.

O técnico brasileiro também afirmou que gostaria de repetir na Colômbia o sucesso que teve em outros países, como no Peru e no Japão, mas que sabe que não cumpriu os objetivos do Atlético Nacional no ano, ao ser eliminado na terceira fase eliminatória da Taça Libertadores e por realizar campanha irregular no Colombiano.

Para Autuori, o confronto com o Fluminense representa uma oportunidade para o Atlético Nacional mudar completamente a imagem que deixou nas derrotas para o Tolima e o Deportivo Cali.

"O Fluminense trocou jogadores e conheço bem seu treinador (Fernando Diniz). Sabemos bem as dificuldades que vamos enfrentar", afirmou o técnico, que foi diretor de futebol do Tricolor em 2018.

Para o jogo decisivo na Sul-Americana, Autuori deve ter como titular o atacante Hernán Barcos, velho conhecido da torcida brasileira pelas passagens por Grêmio, Palmeiras e Cruzeiro.

"Temos que assumir o compromisso que nós também temos. A responsabilidade não é exclusiva do técnico. Ele tem nosso total apoio, trabalha muito bem. Os jogadores têm que melhorar. O Nacional sabe sair de situações difíceis", afirmou o artilheiro argentino.

Sobre o Fluminense, Barcos ressaltou que o clube colombiano terá que encarar um grande adversário, que tem vários jogadores interessantes no setor ofensivo do campo. EFE

Mais Esporte