Topo

Esporte


Fluminense embalado encara um Atlético Nacional em crise no Maracanã

2019-05-22T15:57:00

22/05/2019 15h57

Rio de Janeiro, 22 mai (EFE).- O Fluminense receberá o Atlético Nacional, da Colômbia, no Maracanã, pela ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), de olho em manter o embalo pela vitória sobre o Cruzeiro por 4 a 1, pelo Campeonato Brasileiro.

O time comandado por Fernando Diniz, depois de um início irregular na temporada, até manteve altos e baixos na competição nacional, mas além do resultado no duelo com o clube mineiro, obtido no último sábado, ganhou moral ao bater o Grêmio por 4 a 3, em Porto Alegre, no início do mês.

O Tricolor das Laranjeiras, apesar disso, ocupa apenas a 13ª colocação do Brasileirão, com seis pontos. Em outra frente, se garantiu na segunda fase da Sul-Americana ao passar pelo Antofagasta, com empate sem gols em casa, e vitória por 2 a 1, fora.

A grande expectativa no Fluminense é quanto a utilização de dois jovens que vêm enchendo os olhos, os atacantes Marcos Paulo e João Pedro. Como o meia-atacante Léo Artur não está inscrito na competição continental, um dos dois deverá começar jogando.

Caso o segundo ganhe a disputa, o colombiano Yony González será deslocado do centro do setor ofensiva para o lado esquerdo.

O atacante Pedro, que não está inscrito nesta etapa da Sul-Americana e também que se recupera de pancada na perna esquerda, está fora da partida. O volante Aírton, com problema muscular, provavelmente, não será relacionado.

O Atlético Nacional, que tem o brasileiro Paulo Autuori como técnico, atravessa momento complicado na temporada, em que já foi eliminado na terceira fase preliminar da Taça Libertadores, ao ser superado pelo Libertad, do Paraguai.

A equipe de Medellín até se classificou à segunda fase do Torneio Apertura do Campeonato Colombiano, mas, depois de três jogos, em que só conseguiu um ponto, é o último colocado na chave que ainda conta com Deportes Tolima, Junior Barranquilla e Deportivo Cáli.

Com a derrota sofrida no domingo para a equipe de Cáli, por 3 a 1, dentro de casa, a situação de Autuori ficou ainda mais complicada. A diretoria do Atlético Nacional chegou a emitir um comunicado, em que garantia a permanência do treinador.

Para o jogo, o brasileiro não contará com o zagueiro e capitão Alexis Henríquez, que está lesionado e deverá ser substituído por Nicolás Hernández. Com dores musculares, o meia-atacante Jeison Lucumí também está fora, tendo Yerson Candelo como favorito a atuar em seu lugar.

O elenco ainda conta com o atacante argentino Hernán Barcos, velho conhecido do futebol brasileiro, e com o também atacante Vladimir Hernández, que passou recentemente pelo Santos. Os dois devem formar a dupla de ataque 'verdolaga' no Maracanã.

O jogo de volta, que está marcado para o estádio Atanasio Girardot, em Medellín, será no dia 29 deste mês. O vencedor da série avançará para enfrentar o ganhador de Deportivo Cáli e Peñarol.

Prováveis escalações:.

Fluminense: Agenor, Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Allan, Daniel e Ganso; Luciano, Yony González e João Pedro (ou Marcos Paulo). Técnico: Fernando Diniz.

Atlético Nacional: Cuadrado; Palacios, Bocanegra, Nicolás Hernández e Machado; Gómez, Rovira e Ceppelini; Caicedo, Vladimir Hernández e Barcos. Técnico: Paulo Autuori.

Árbitro: Roberto Tobar (Chile) auxiliado pelos compatriotas Christian Schiemann e Claudio Ríos.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro. EFE

Mais Esporte