Topo

Esporte


Bolívia treina no Independência em crise por críticas de dirigente

2019-06-20T12:57:00

20/06/2019 12h57

Belo Horizonte, 20 jun (EFE).- A Bolívia treinou nesta quinta-feira, na Arena Independência, em meio ao clima pesado gerado pelas críticas do presidente da federação do país, César Salinas, depois das derrotas sofridas para Brasil e Peru na Copa América.

O dirigente garantiu que os jogadores "estão pensando mais na carteira do que se identificar com a seleção". A resposta veio do lateral-direito Diego Bejarano, que garantiu haver incômodo no elenco, e que as cobranças deveriam ser feitas depois do torneio.

Na atividade realizada em Belo Horizonte, os jornalistas puderam acompanhar apenas os 15 minutos minutos de trabalho. A imprensa viu os jogadores fazerem aquecimento e exercícios de controle e toque de bola.

A Bolívia voltará a campo neste sábado, às 16h (de Brasília), para enfrentar a Venezuela, no Mineirão. Se vencer, aguardará a definição das outras chaves, para tentar a classificação com uma das melhores terceiras colocadas.

Em caso de empate ou derrota, a 'La Verde' se despedirá da Copa América. EFE

Mais Esporte