Topo

Esporte


Milão e Cortina d'Ampezzo, na Itália, sediarão os Jogos de Inverno de 2026

2019-06-24T13:54:00

24/06/2019 13h54

Redação Central, 24 jun (EFE).- Os membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiram nesta segunda-feira que a candidatura de Milão e Cortina d'Ampezzo, na Itália, é a vencedora na disputa para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2026.

Ao vencer disputa contra Estocolmo e Are, na Suécia, que também estavam unidas, as cidades garantiram que o evento poliesportivo aconteça pela terceira vezes em território italiano, depois da edição de Cortina d'Ampezzo, em 1956, e a de Turim, em 2006.

Os escolhidos hoje, durante votação realizada na sede do COI, em Lausanne, na Suíça, realizarão os Jogos após Pequim, na China, responsável por organização da Olimpíada de Inverno, entre 4 e 20 de fevereiro de 2022.

O principal defensor da candidatura nesta segunda-feira e responsável por apresentá-la para o colégio eleitoral formado por integrantes da assembleia do Comitê Olímpico Internacional, foi o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte.

Além disso, o presidente do país, Sergio Mattarella, enviou uma mensagem em vídeo, para falar sobre o apoio do país. Mais cedo, ainda antes da escolha, foi destacado na apresentação que 90% da população local queria os Jogos em Milão e Cortina d'Ampezzo.

Na Itália, centenas de pessoas se reuniram em praças das duas cidades para acompanhar ao vivo o anúncio da sede dos Jogos de Inverno de 2026. Após a leitura do nome de ambas, feita pelo presidente do COI, o alemão Thomas Bach, uma grande festa teve início. EFE

Mais Esporte