Topo

Esporte


Organização exalta aumento de público da Copa América na comparação com 2015

2019-06-25T14:02:00

25/06/2019 14h02

Rio de Janeiro, 25 jun (EFE).- A organização da Copa América divulgou balanço de público nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, e apontou para uma média de 29.379 espectadores por partida, número 35% superior ao da edição de 2015 do torneio, disputado no Chile, o que foi avaliado como bom.

"Estamos satisfeitos. A presença de público nos estádios é positiva e, obviamente, a média vai aumentar agora que começam as fases eliminatórias", disse Thiago Jannuzzi, gerente-geral de competição, em entrevista coletiva concedida no Maracanã.

De acordo com os dados divulgados hoje, os 18 jogos da fase de grupos atraíram um total de 530 mil espectadores. Para o integrante da organização da Copa América, é normal que alguns jogos atraiam menos atenção dos torcedores.

O jogo com maior público foi o desta segunda-feira, na vitória do Uruguai sobre o Chile por 1 a 0, no Maracanã, disputado para 57.442 pessoas, sendo 49.275 pagantes de ingressos. Simultaneamente, no Mineirão, Equador e Japão empataram em 1 a 1 para 9.729 espectadores, sendo que 7.623 não pagaram pelas entradas.

"Vemos isso com naturalidade. Não falamos do que teve mais público e do que teve enos. Em qualquer torneio, acontece o mesmo. Mas, quando analisamos a média, os números nos parecem positivos. Agora, que entramos em uma nova fase, o público seguirá melhorando", disse Jannuzzi.

De acordo com o dirigente, a expectativa é que a média de público, ao término da competição, ultrapasse as 30 mil pessoas. Além disso, explicou que o preço dos ingressos, alvo de críticas, foi estipulado a partir da venda nos últimos eventos esportivos.

"É preciso levar em conta que também é preciso cobrir o custo do evento, tudo o que é oferecido. Há um balanço entre o que se pode cobrar, para ser mais justo, e o que é necessário cobrar, para cobrir os gastos", explicou. EFE

Mais Esporte