Topo

Esporte


Zidane esclarece polêmica, e diz que Bale pediu para não enfrentar o Bayern

22/07/2019 20h56

Washington, 22 jul (EFE).- O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, afirmou nesta segunda-feira que não foi desrespeitoso ao assinalar a possível saída do atacante galês Gareth Bale e revelou que o jogador ficou no banco por decisão própria na derrota de 3 a 1 para o Bayern de Munique no sábado passado.

"O problema é que o meu espanhol às vezes é um pouco 'trapalhão'. Vou tentar ser claro. Primeiramente, não fui desrespeitoso com ninguém, muito menos com um jogador. Segundo: falei que o clube estava tratando da sua saída. A terceira coisa, que é importante, é que no outro dia Gareth não entrou porque não quis", comentou.

Zidane esclareceu a situação em entrevista coletiva concedida em Washington, onde o Real enfrentará o Arsenal na terça-feira, no FedExField, em Landover, em partida válida pelo torneio amistoso Internacional Champions Cup.

O francês ressaltou que não sabe nenhuma nova informação sobre a situação de Bale e se limitou a dizer que o galês "é um jogador do elenco do Real Madrid".

"Ele vai treinar normalmente hoje, e amanhã veremos o que acontece. Não sei nada novo. Agora, ele não pediu nada", disse o técnico. Questionado sobre uma possível troca de Bale por Neymar, Zidane foi enfático: "Não sei nada, não posso responder".

No sábado passado, após a derrota para o Bayern de Munique em Houston, Zidane disse que "se Bale sair amanhã, melhor para todos".

"Não sei se em 24 ou em 48 horas, a situação vai mudar, é bom para todos", declarou Zidane no fim de semana.

O futuro de Bale está indefinido desde o início do mercado de transferências, mas a situação deu uma reviravolta com as palavras do técnico. O jogador estava disposto a ficar no Real Madrid até ser comprovado que Zidane não conta com ele. EFE

Mais Esporte