Topo

Esporte


Porto e Celtic caem na fase preliminar da Champions; Ajax avança no sufoco

13/08/2019 18h53

Redação Central, 13 ago (EFE).- Apesar do peso da camisa de equipes que já conquistaram o título continental, Porto e Celtic foram eliminados nesta terça-feira na terceira fase preliminar da Liga dos Campeões, enquanto o Ajax, dono de quatro taças e semifinalista na última temporada, se classificou com dificuldade.

Campeão em 1987 e 2004 e derrubado nas quartas de final na última campanha pelo Liverpool, que viria a ficar com o troféu, o Porto enfrentou o Krasnodar no Estádio do Dragão e tinha a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 1 a 0 na Rússia.

Entretanto, a situação da equipe do técnico Sergio Conceição, que teve o zagueiro Pepe e o lateral-esquerdo Alex Telles em campo, começou a se complicar aos três minutos de bola rolando, quando Vilhena fez 1 a 0. Suleymanov balançou a rede duas vezes, aos 13 e aos 34, e aumentou a diferença.

No segundo tempo, o Porto reagiu com dois gols, marcados por Zé Luis e Luís Díaz, mas foi derrotado por 3 a 2 e deu adeus graças ao gol fora de casa.

O Celtic, campeão em 1967, havia empatado com o Cluj por 1 a 1 na Romênia na ida e também foi eliminado como mandante, no Celtic Park, ao perder por 4 a 3. Deac fez 1 a 0 aos 21 minutos do primeiro tempo, e o time visitante foi para o intervalo em vantagem.

Na etapa final, o atual octocampeão escocês até virou o placar, aos seis, com Forrest, e aos 16, com Edouard. Omrani empatou de pênalti aos 29, e Christie assinalou o terceiro do Celtic, que ia se classificando.

Porém, Omrani voltou a marcar aos 35, o que já era suficiente para classificar o Cluj. A última pá de cal no caixão dos donos da casa foi jogada por Tucudean nos instantes finais, aos 52.

Equipe que encantou o mundo com um futebol ofensivo, que fez o Real Madrid e a Juventus como vítimas no mata-mata, o Ajax esteve perto de repetir a queda nas semifinais da última temporada. Na ocasião, ganhou do Tottenham por 1 a 0 em Londres e abriu 2 a 0 em Amsterdã, mas perdeu por 3 a 2 de virada, com três gols do brasileiro Lucas Moura, e ficou fora da decisão.

Desta vez, ainda na "pré-Champions", empatou com o PAOK Salônica em 1 a 1 na primeira partida, na Grécia, e hoje venceu por 3 a 2 na Johan Cruyff Arena. Biseswar abriu o placar para a equipe grega hoje, e Tadic virou o placar com dois gols de pênalti. Tagliafico marcou o terceiro, e Biseswar até descontou, mas a reação parou por aí.

O outro grego presente nesta fase, o Olympiacos, teve melhor sorte e derrubou o Istambul Basaksehir com duas vitórias, por 1 a 0 na Turquia, na semana passada, e por 2 a 0 hoje. Ruben Semedo e Valbuena fizeram um gol cada.

O Dínamo de Kiev deu adeus ao empatar com o Club Brugge em 3 a 3 na Ucrânia, depois de ter perdido na Bélgica por 1 a 0. Já o Ferencváros, que havia arrancado um honroso empate com o Dínamo de Zagreb em 1 a 1 na Croácia, foi goleado por 4 a 0 em Budapeste e também caiu. O Estrela Vermelha, campeão continental em 1991, empatou com o Copenhague em 1 a 1 duas vezes, hoje na Dinamarca, e se classificou nos pênaltis. EFE

Mais Esporte