Prata em 92 foi o auge de Gustavo Borges. Mas erro no placar o fez sofrer

28/07/2017 04h00

O maior momento que Gustavo Borges viveu no esporte teve requintes de crueldade. Seguiu um roteiro típico de filme hollywoodiano, com 40 minutos de apreensão antes do final feliz.

Ocorreu há 25 anos, no dia 28 de julho de 1992, durante os Jogos Olímpicos de Barcelona. Aos 19 anos, o nadador fez a sua parte na piscina e chegou ao término da prova de 100 metros livre no pelotão da frente.

“Foi uma prova super disputada, braçada a braçada. Eu sabia que tinha perdido do Popov e ganhado do Biondi”, lembra Gustavo, citando seus dois principais adversários naquela final olímpica: o russo Alexandre Popov e o norte-americano Matt Biondi.

Entretanto, o placar eletrônico falhou. Logo após a prova, não constava o tempo de Gustavo Borges na tela, e ele ficou sem resultado. Minutos depois, na primeira revisão do placar, o brasileiro apareceu em último lugar, 13 segundos atrás de Popov – o que era impossível, pois eles chegaram juntos.

Gustavo saiu da piscina indignado e não quis conversar com os jornalistas. Minutos depois, uma nova revisão do placar e a quarta colocação, empatado com Biondi.

O jovem de 2,03 m de altura ficou isolado num canto, lamentando o resultado. A segunda colocação na fase classificatória, atrás apenas de Popov, era um indício de que o sonho do pódio estava próximo. Mas, naquele momento, ele tinha que se conformar com o quarto lugar na final.

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) não se conformou e solicitou uma nova revisão. Após 40 minutos de agonia, enfim o resultado que Gustavo Borges esperava: a medalha de prata. Popov conquistou o ouro.

Numa única prova, eu acabei aprendendo todos os valores que o esporte tem para oferecer. Confiança, concentração, estratégia de prova, respeito ao adversário, paciência na espera do resultado, a compaixão com quem ficou fora do pódio, a emoção da medalha e a celebração pela conquista”.

Durante toda a sua carreira, o atleta natural de Ribeirão Preto, no interior paulista, conquistou 4 medalhas olímpicas (prata em 1992, prata e bronze em 96 e bronze em 2000) e 19 pan-americanas. Desde 2012, ele faz parte do Hall da Fama da natação mundial.

GUSTAVO BORGES ELEGE OS 5 MAIORES DA HISTÓRIA DA NATAÇÃO

ESPORTE(ponto final)

A entrevista com Gustavo Borges foi realizada pelo ESPORTE(ponto final), um canal produzido a partir de depoimentos de ídolos sobre os grandes momentos do esporte.

A cada semana, novos episódios serão lançados na página especial do ESPORTE(ponto final). E você também pode acompanhar nas mídias sociais: youtube.com/esportepontofinal e facebook.com/esportepontofinal.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Esporte Ponto Final
Topo