Esporte

Uefa limita mandato de presidente a 12 anos

Aris Messinis/AFP
Imagem: Aris Messinis/AFP

Karolos Grohmann

Da Reuters, em Berlim (EUA)

09/02/2017 17h09

Futuros presidentes da Uefa terão um limite de no máximo três mandatos e um total de 12 anos no cargo, informou o órgão responsável pelo futebol europeu nesta quinta-feira, após o comitê-executivo da entidade aprovar uma série de reformas.

Presidentes anteriores da organização não tinham tais restrições, à exemplo de Lennart Johansson, que comandou a Uefa por 17 anos.

O atual presidente, Aleksander Ceferin, que substituiu Michel Platini em setembro, prometeu reformar a organização.

A Uefa informou que as reformas aprovadas pelo comitê- executivo são a "introdução de limites de mandados para presidente da Uefa e membros do Comitê Executivo da Uefa, com a possibilidade de servir por um máximo de três mandatos de quatro anos".

Outras mudanças incluem a garantia de duas posições do comitê para representantes da Asssociação de Clubes Europeus (ECA). As reformas ainda precisam ser ratificadas em um congresso da Uefa na Finlândia em 5 de abril.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo