Esporte

Explosões atingem ônibus do Borussia Dortmund e deixam jogador ferido

11/04/2017 21h13

Por Kai Pfaffenbach

DORTMUND, Alemanha (Reuters) - O ônibus da equipe do Borussia Dortmund foi atacado com explosivos nesta terça-feira, pouco antes do início da partida da Liga dos Campeões contra o Monaco, ferindo o zagueiro Marc Bartra e forçando o adiamento do jogo em um dia.

A polícia alemã disse que não sabia quem estava por trás do ataque, no qual três explosões ocorreram perto do hotel onde a equipe estava hospedada, mas afirmou que o time parecia ser o alvo.

Os promotores disseram que uma carta foi encontrada perto do local da explosão, mas se recusaram a dar detalhes de seu conteúdo e afirmaram que não estava claro se era autêntica.

"Neste momento, ainda não está claro qual é o verdadeiro contexto para este ato", disse o chefe da polícia de Dortmund, Gregor Lange, em uma entrevista coletiva à noite na cidade alemã.

A polícia tinha declarado anteriormente que não havia nenhum risco para o estádio Signal Iduna Park, o maior da Alemanha, com mais de 80 mil torcedores, onde a primeira partida das quartas de final da maior competição de futebol da Europa deveria ter sido disputada.

Lange disse que a polícia acredita que o ônibus da equipe foi deliberadamente atacado ao deixar o hotel a caminho para o estádio.

Os dispositivos foram colocados em um arbusto ao longo da rua, informou o jornal Bild, sem citar fonte. Um porta-voz da polícia havia dito anteriormente que "os artefatos explosivos foram colocados fora do ônibus".

Janelas no ônibus foram quebradas, mas o dano foi limitado.

A polícia de Dortmund disse no Twitter: "Depois da investigação inicial, consideramos que este foi um ataque usando explosivos sérios".

Um porta-voz do Borussia Dortmund informou que o jogador lesionado, Bartra, estava sendo operado devido a uma fratura em um osso do pulso direito e estilhaços em seu braço.

Embora o motivo do ataque não esteja claro, ele fez lembrar os ataques de novembro de 2015 em Paris que visavam locais de entretenimento, incluindo o Stade de France, onde a França jogava contra a Alemanha em um amistoso de futebol.

Um ataque com caminhão em um mercado de Natal em Berlim em dezembro matou 12 pessoas - colocando a questão da segurança no coração da eleição nacional de 24 de setembro, em que a chanceler Angela Merkel se encontra em uma batalha apertada para um quarto mandato.

"O risco de um ataque terrorista não é novo hoje", disse Lange. "Estamos nos preparando para isso há muito tempo, não quero sugerir que este tenha sido um ataque terrorista, tudo isso ainda está sendo investigado. Queremos ter cuidado, está sendo investigado muito profissionalmente."

O ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maziere, afirmou no Twitter: "Meus pensamentos estão com a equipe, é importante agora chegar ao fundo (sobre o ataque), espero que o futebol volte a ser o foco amanhã."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo