Esporte

Hamilton diz gostar de intensidade de duelo com Vettel

15/05/2017 18h51

F1-HAMILTON-GOSTA-VETTEL:Hamilton diz gostar de intensidade de duelo com Vettel

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Lewis Hamilton está gostando da intensidade de sua rivalidade com Sebastian Vettel, da Ferrari, apesar de o piloto da Mercedes reconhecer que os sorrisos entre ambos podem acabar azedando.

Os dois pilotos, que juntos somam sete títulos mundiais, travaram um duelo roda a roda na Espanha no domingo, com Hamilton saindo vencedor, o que o deixou seis pontos atrás do alemão, líder do campeonato.

Cada um tem duas vitórias nas cinco corridas disputadas nesta temporada.

"O que eu adoro sobre correr com Sebastian é... Eu adoro tênis, eu adoro assistir (Roger) Federer e (Novak) Djokovic em uma final, e o que eu realmente admiro é a consistência", disse Hamilton após a corrida.

"Cada golpe naquela bola, somente uma bola jogada errado ou uma que vai na rede, pode significar o jogo. Então eu admiro a concentração deles e como eles são tão fantásticos e ficam no limite. Senti hoje que tive este tipo de batalha."

Hamilton, três vezes campeão mundial, teve um carro dominante e seu então companheiro de equipe, Nico Rosberg, como principal rival nos últimos três anos, mas a inesperada aposentadoria de Rosberg depois de conquistar o título de 2016 mudou isso.

Ele enfrenta agora um piloto quatro vezes campeão mundial, que já foi dominante com a Red Bull e que agora tem uma máquina capaz de fazer frente à Mercedes.

Disputar contra um companheiro de equipe --com o título de construtores sempre levado em conta e o mesmo estrategista tomando as decisões para ambos-- nunca pode ser tão barulhento.

No ano passado, na Espanha, os dois carros da Mercedes bateram na largada, deixando Hamilton 43 pontos atrás de Rosberg.

"Ter uma batalha e lutar contra outra equipe, é muito mais agradável", disse Hamilton, cujo novo companheiro de equipe, Valtteri Bottas, venceu na Rússia no mês passado, mas abandonou na Espanha por causa de um problema no motor.

Ainda assim, Bottas desempenhou papel importante na vitória de Hamilton, ajudando a atrasar Vettel tempo suficiente para o britânico recuperar segundos vitais.

Os dois primeiros deram uma volta em todos os demais carros, exceto o pilotado pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, e ambos deram demonstrações de respeito mútuo após a corrida.

"Simplesmente tivemos uma batalha muito próxima hoje e se isso tivesse ido por outro caminho, seria muito diferente entre nós", disse Hamilton, que ficou roda a roda com Vettel depois do último pitstop do alemão.

Hamilton chegou a ser forçado para fora da pista e protestou pelo rádio pela manobra que considerou "perigosa", mas não houve contato entre os carros e ele conseguiu retomar a liderança posteriormente.

"Você sabe como é corrida. Se ele tivesse me tocado na Curva Um e eu não tivesse terminado a prova, não seria 'grande trabalho, Sebastian'", disse Hamilton.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo