Topo

Esporte

Tóquio encontra níveis altos de bactéria em local de provas aquáticas da Olimpíada

04/10/2017 11h39

OLIMP-JAPAO-BACTERIA-AGUA:Tóquio encontra níveis altos de bactéria em local de provas aquáticas da Olimpíada

Por Chris Gallagher

TÓQUIO (Reuters) - Os organizadores da Olimpíada de Tóquio 2020 disseram nesta quarta-feira que exames mostraram níveis da bactéria E. coli até 20 vezes acima do limite aceitável e de coliformes fecais sete vezes mais altos do que o aceito no local planejado para as provas de maratona aquática e triatlo dos Jogos.

Os organizadores prometeram melhorar a qualidade da água para garantir a segurança dos atletas, inclusive por meio da instalação de telas submarinas no Parque Marinho de Odaiba para limitar a quantidade de bactérias e coliformes fecais vindas do mar durante períodos chuvosos.

Eles também disseram que estudarão reformular as datas e os horários dos eventos durante os Jogos em reação às condições climáticas.

"Tomaremos as melhores medidas possíveis para fazer com que o local satisfaça todos os padrões relevantes de federações internacionais e com que os atletas possam dar o melhor si sentindo-se muito seguros", disse Koji Murofushi, diretor esportivo da Tóquio 2020, em entrevista coletiva.

Testes realizados durante 26 dias entre julho e setembro revelaram que os padrões de qualidade de água estabelecidos pelas federações internacionais só foram alcançados em 10 dias para a maratona aquática e só em seis dias para o triatlo.

Houve um dia, por exemplo, em que a quantidade de coliformes fecais chegou a 7.200 por 100 mililitros, muito acima do limite de 1.000 por 100 mililitros acordado com a Federação Internacional de Natação.

Ao mesmo tempo, A Escherichia coli (E. coli) chegou a 5.300 por 100 mililitros --o teto da União Internacional de Triatlo é de 250 por 100 mililitros--, disseram o comitê organizador da Tóquio 2020 e o Governo Metropolitano de Tóquio em um comunicado.

Os coliformes fecais vêm de dejetos humanos e animais, e uma quantidade grande pode indicar que bactérias perigosas para a saúde também estão presentes. Algumas variedade de E. coli podem causar diarreia ou doenças.

As autoridades da futura sede olímpica atribuem grande parte da culpa a um período quase recorde de 21 dias consecutivos de chuva em agosto, dizendo que a qualidade da água em Odaiba varia consideravelmente dependendo do clima, e expressaram a confiança de que podem controlar a situação.

Mesmo assim elas reconheceram que a qualidade da água já precisa melhorar nos arredores do Parque Aquático de Odaiba, já que este se localiza em um bairro turístico popular da Baía de Tóquio.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte