Topo

Copa 2018

Fifa alerta que interferência do governo pode tirar Espanha da Copa

Eloy Alonso/Reuters
Jogadores da Espanha comemoram gol diante da seleção de Israel Imagem: Eloy Alonso/Reuters

15/12/2017 17h41

Por Richard Martin

BARCELONA (Reuters) - A participação da Espanha na Copa do Mundo de 2018 na Rússia pode estar ameaçada, já que a Fifa expressou preocupações com a interferência política dentro da Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol).

A entidade que governa o futebol mundial alertou a RFEF que o envolvimento do governo espanhol na eleição do novo presidente da federação pode levar à sua expulsão do Mundial do ano que vem.

Juan Luis Larrea está comandando a RFEF temporariamente desde que o ex-presidente Ángel Maria Villar foi obrigado a renunciar devido a acusações de corrupção.

"Podemos confirmar que recentemente a Fifa enviou uma carta à RFEF mostrando sua preocupação com a situação em que a federação está e lembrando-a de que... todas as associações-membros devem administrar seus assuntos de forma independente", disse a Fifa em um comunicado nesta sexta-feira.

"Todas as associações devem ficar asseguradas de que não existe interferência exterior de terceiras partes em seus assuntos internos. A Fifa está em contato com a RFEF e nas próximas semanas uma delegação de membros da Fifa e da Uefa viajará a Madri para analisar a situação em que a RFEF está".

O jornal El País noticiou que os receios da Fifa giram em torno de uma pressão do Ministério dos Esportes do governo para a realização de novas eleições na federação.

Em um comunicado, a RFEF disse que o presidente Larrea debateu a situação com membros da Fifa no sorteio da Copa do Mundo no dia 1o de dezembro.

"A RFEF transmitiu estas preocupações (da Fifa) ao ministro dos Esportes e espera organizar uma reunião sobre o assunto. A RFEF quer que tudo volte ao normal, este sempre foi o objetivo principal do conselho de diretores atual"."Ressaltamos que todos nós queremos que a seleção participe da Copa do Mundo de 2018, especialmente depois de sua campanha classificatória brilhante", completou.

Mais Copa 2018