Copa 2018

"Vou continuar a luta por absolvição", diz Guerrero após redução de pena

Mariana Bazo/Reuters
Guerrero durante partida pela seleção peruana Imagem: Mariana Bazo/Reuters

Por Sebastian Rocandio

21/12/2017 14h01

O capitão da seleção peruana de futebol, Paolo Guerrero, afirmou nesta quinta-feira, em entrevista à "Reuters TV", que ainda não está satisfeito com a decisão da Fifa de reduzir de um ano para seis meses a suspensão imposta ao atacante por doping, por considerar ter sido alvo de uma "injustiça".

Guerrero, do Flamengo, foi punido pelo comitê disciplinar da Fifa no início de dezembro devido a um teste antidoping positivo para benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, após partida pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo contra a Argentina, em outubro.

Na quarta-feira, a Fifa reduziu a suspensão pela metade, mas o jogador de 33 anos disse que ainda não está tranquilo com a situação.

"Obviamente não estou aliviado, para mim é importante continuar provando a minha inocência. Ainda me sinto indignado porque eu nem deveria estar passando por isso, acho que houve um pouco de injustiça", disse.

"Não fico tranquilo agora que reduziram a pena, vou continuar lutando e demonstrando a minha inocência", afirmou. "É realmente injusto que tenham me castigado, em todo momento tenho mostrado minha inocência, já provei, e vamos continuar provando para que me retirem a punição”

Com a redução da suspensão, o jogador já está apto a defender a seleção do Peru na Copa do Mundo da Rússia, em junho do ano que vem. Mas Guerrero pretende voltar antes aos gramados, e tem buscado manter a forma com exercícios físicos.

"Praticamente cortaram minhas pernas", disse Guerrero sobre a suspensão que o proibiu de jogar a partir de 3 de novembro.

 "Estou me preparando e espero estar novamente jogando no ano que vem e voltando ao futebol. Esse é o meu objetivo, e é o que eu mereço. Eu sou inocente, não fiz absolutamente nada", disse.

 Segundo o jogador, o resultado positivo no exame antidoping foi consequência de contaminação cruzada. "Isso já está claríssimo, pela quantidade tão baixa que saiu no doping".

 O advogado do atacante do Flamengo, o brasileiro Pedro Fida, disse que buscará a absolvição completa do jogador junto ao Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Blog do Rafael Reis
UOL Esporte - Futebol
LancePress
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog de Esportes
Copa do Mundo 2018
Blog do Rafael Reis
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Redação
Copa do Mundo 2018
AFP
Blog do Rafael Reis
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog Patadas y gambetas
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
EFE
Copa do Mundo 2018
EFE
Blog do Rafael Reis
Copa do Mundo 2018
EFE
UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte - Futebol
Topo