Topo

Esporte

Capitão do City relembra fiasco do United em 2012 para pedir prudência

Phil Noble/Reuters
Kompany comemora após marcar pelo Manchester City contra a Juventus Imagem: Phil Noble/Reuters

27/12/2017 11h38

Vincent Kompany, capitão do Manchester City, lembrou o colapso do Manchester United na reta final da disputa pelo título na temporada 2011/2012 para avisar aos seus colegas que não há espaço para a auto-indulgência na luta pelo troféu do Campeonato Inglês.

Na ocasião, o United tinha vantagem de oito pontos na liderança da tabela, mas perdeu dois jogos e empatou um dos seis últimos da liga, permitindo que o City voltasse à briga e conquistasse o título no último dia da campanha.

Kompany, que foi essencial para a reviravolta dramática do City seis temporadas atrás, teme fiasco semelhante dos líderes do campeonato nesta campanha e está determinado a manter seus companheiros de equipe centrados, apesar da dianteira de 12 pontos.

"Não sei se todos se lembrarão, mas faltavam seis jogos e estávamos oito pontos atrás, então é por isso que sou sempre o primeiro a chegar e dizer 'não, gente, não podemos tirar o pé do acelerador'", disse Kompany, em entrevista à imprensa britânica.

"Realmente não quero isso. Nós forçamos e forçamos e forçamos, e ninguém tem o direito de deixar seu desempenho vacilar ou baixar a guarda."

O time do técnico Pep Guardiola ampliou sua sequência recorde de vitórias para 17 jogos da liga com a vitória de 4 x 0 sobre o Bournemouth na semana passada, e Kompany quer manter o clube em alta derrotando o Newcastle United na tarde desta quarta-feira.

"Temos que seguir em frente", acrescentou o belga. "Quando você está embalado assim, deve resolver logo de cara e pensar no próximo, porque sabe quão pouco custa para perder esse sentimento especial", disse.

"Então chegamos ao Natal com uma sensação de dever para o jogo com o Newcastle e com uma sensação de felicidade".

Mais Esporte