Topo

Esporte

Qatar diz que Copa de 2022 está no caminho certo apesar de "boicote"

Getty Images
Ilustração oficial de estádio da Copa do Mundo de 2022 Imagem: Getty Images

Dmitry Zhdannikov e Yara Bayoumy

25/01/2018 09h40

O Qatar está confiante de que pode sediar com sucesso a Copa do Mundo de 2022, e os preparativos estão no caminho certo apesar de o país acusar os seus vizinhos no Golfo de boicote por interromper brevemente linhas de fornecimento no ano passado, disse à Reuters o ministro das Relações Exteriores do país.

O xeique Mohammed bin Abdulrahman Al Thani, que também é vice-primeiro-ministro, disse que a economia do Catar agora está crescendo muito mais rápido do que previsto e que o país está bem preparado para resistir às crises em relações com seus vizinhos.

Ele disse que o Catar ainda conta com o forte apoio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para ajudar a resolver a crise e que havia feito queixas legais com reguladores ocidentais contra o que vê como manipulações de moeda e de mercado por parte de seus vizinhos.

"Nós estamos confiantes de que iremos sediar a melhor Copa do Mundo no mundo árabe. Irá representar toda a região árabe", disse o xeique em entrevista durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos.

"O governo já superou as interrupções que aconteceram a fornecimentos no começo da crise e já introduziu rotas alternativas. Não há interrupção no momento", disse, acrescentando não ter escutado indícios por parte da Fifa de que a entidade está planejando alterar o local da Copa do Mundo.

A crise diplomática, na qual a Arábia Saudita, o Barein, os Emirados Árabes Unidos e o Egito boicotaram o Catar, avançou no ano passado quando os quatros países cortaram laços diplomáticos, comerciais e de transportes com o Catar, acusando o país de financiar terrorismo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte