Topo

Esporte

Manchester City ainda não está no nível do Barcelona, diz Guardiola

06/03/2018 11h58

FUT-MANCITY-GUARDIOLA-BARCELONA:Manchester City ainda não está no nível do Barcelona, diz Guardiola

(Reuters) - O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, disse nesta terça-feira que seu time precisa primeiro dominar o futebol inglês e europeu durante um longo período para então poder ser comparado a seu antigo clube Barcelona.

Na segunda temporada de Guardiola no comando, o City conquistou a Copa da Liga Inglesa no mês passado e se aproxima também do título da liga inglesa. Além disso, a equipe está praticamente classificada para as quartas de final da Liga dos Campeões depois de uma vitória de 4 x 0 sobre os suíços do Basel na partida de ida das oitavas.

Indagado antes do embate de volta contra o Basel, na quarta-feira, em casa, se o City está no mesmo nível do Barcelona, líder da liga espanhola, Guardiola respondeu: "Não. Não é bom nos comparar com eles. Aquele time dominou nos últimos 10 anos. Nós acabamos de ganhar nosso primeiro título".

Guardiola, de 47 anos, conquistou 14 troféus em quatro temporadas como treinador do Barcelona, incluindo três títulos da liga espanhola e duas coroas da Liga dos Campeões.

"Para ser comparado a estes times você tem que estar lá há muitos, muitos anos. Só ganhamos um título", acrescentou.

O City está 16 pontos à frente do segundo colocado Manchester United na liga, e apesar de só precisar de quatro vitórias nas últimas nove partidas para garantir o troféu, Guardiola disse que por ora não desviará a atenção para uma conquista europeia.

"Estamos muito perto. Não direi que não venceremos. Estamos quase nas quartas de final da Liga dos Campeões e somos quase campeões no Campeonato Inglês. Mas o futebol não termina até terminar".

Mesmo com uma bela vantagem, Guardiola pediu que seu time tenha cautela quando encarar o Basel.

"É um jogo da Liga dos Campeões, e a da Liga dos Campeões é algo especial. No futebol tudo é possível, mas temos que ser calmos e focados no que temos que fazer".

(Por Shrivathsa Sridhar em Bengaluru)

Mais Esporte