Topo

Esporte

Coutinho e Willian elogiam Neymar, mas destacam jogo coletivo da seleção

21/03/2018 17h51

FUT-SELECAO-MISTERIO:Coutinho e Willian elogiam Neymar, mas destacam jogo coletivo da seleção

(Reuters) - Os meio-campistas Philippe Coutinho e Willian, prováveis titulares da seleção brasileira no amistoso de sexta-feira contra a Rússia, afirmaram nesta quarta que o Brasil sentirá falta de Neymar, mas ressaltaram que o time cresceu coletivamente.

O técnico Tite decidiu fazer um mistério sobre o time que enfrenta a Rússia e está montando a equipe sem seu principal astro, o atacante Neymar, que se recupera de cirurgia no pé.

O treinador fez um treino secreto nesta quarta-feira e a tendência é que Douglas Costa será escolhido para fazer a função do atacante do Paris Saint-Germain, com William aberto do outro lado e Philippe Coutinho mais centralizado no meio-campo.

"Neymar é um grande jogador e vamos sentir sua falta. A gente tem que suprir isso, mas no último ano a seleção cresceu muito coletivamente", disse Coutinho, do Barcelona, a jornalistas.

O jogador é considerado pelo treinador polivalente e capaz de jogar em todas as posições de frente. Ele trocou recentemente o futebol inglês pelo Barcelona e admitiu que ainda está se adaptando ao time e ao futebol espanhol.

Depois da Rússia, o Brasil encara a Alemanha, algoz da seleção na Copa do Mundo de 2014. "Tivemos um bom ano e é esquecer o que passou. Pensamos no presente e todo mundo já passou por cima disso", avaliou Coutinho.

O meia-atacante William, destaque do Chelsea, vive a expectativa de ser titular e disse que é fundamental todos os jogadores estarem em sua melhor forma.

"Neymar é importante, mas o importante hoje na seleção é o coletivo, mas claro que queríamos que ele estivesse aqui", declarou ele.

"Vou trabalhar, fazer meu melhor para chegar melhor na Copa do que na Copa passada... acho que quanto mais jogadores estiverem em mais alto nível, vai ser melhor. O protagonismo tem que ser do grupo todo e não de um só", complementou o jogador.

Willian atuou por 6 meses na Rússia e conhece alguns adversários. "São jogadores rápidos, jovens e esperamos um jogo difícil. Nosso objetivo é jogar bem e buscar vitória", finalizou.

(Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro)

Mais Esporte