Topo

Esporte

Fórmula 1 adia lançamento de serviço de TV por streaming

22/03/2018 11h52

F1-ADIA-LANCAMENTO-TV:Fórmula 1 adia lançamento de serviço de TV por streaming

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 adiou o lançamento de um novo serviço de TV por streaming que esperava estrear na Austrália no fim de semana.

Um porta-voz disse que o produto de televisão pela internet será testado durante o GP que inaugura a temporada em Melbourne com a meta de começar as transmissões o mais cedo possível.

"Faremos um teste de estresse intenso neste final de semana com pessoas de todo o mundo se conectando para testar as funcionalidades", disse.

O produto foi anunciado durante testes da F1 realizados em Barcelona no mês passado, e a categoria disse que os fãs poderão assistir às corridas de uma maneira diferente, inclusiva da perspectiva de seus pilotos favoritos.

Além da transmissão tradicional, a F1 TV dará acesso a câmeras instaladas nos carros dos 20 pilotos, e os espectadores poderão dividir as telas de seus aparelhos móveis ou sua smart TV.

Isso lhes permitirá acompanhar a ação de dois carros enquanto seus pilotos disputam posições.

Inicialmente a Fórmula 1, controlada pela empresa norte-americana Liberty Media desde janeiro do ano passado, planejava oferecer o serviço em cerca de 43 países por meio de acordos de televisão novos ou renegociados.

Eles incluiriam a maior parte da América Latina, França, Alemanha, Estados Unidos, Turquia, Bélgica, Hungria, Polônia e Áustria.

As mensalidades da versão premium ficarão entre 8 e 12 dólares, e um pacote anual em torno de 100 dólares, mas com variações de preço de acordo com o mercado.

Frank Arthofer, diretor de serviços digitais da Fórmula 1, disse a repórteres no início deste mês que as possibilidades comerciais são significativas, levando em conta os estimados 500 milhões de fãs da Fórmula 1 em todo o mundo.

"Se mesmo uma cifra conservadora de um por cento desta base de clientes for de fãs super ávidos e fiéis, é uma audiência potencial de cinco milhões para a qual vender o produto, que poderia estar disposta a pagar a taxa adicional", disse.

Arthofer acrescentou, porém, que a pressão imediata é para oferecer uma "experiência estável e técnica" para os fãs e que o serviço só estará disponível de imediato para desktops.

(Por Alan Baldwin)

Mais Esporte