Topo

Fórmula 1

Red Bull libera disputa entre pilotos, mas promete vigilância após colisão

Reprodução/TV Globo
Ricciardo e Verstappen se chocaram durante o GP do Azerbaijão e tiveram que abandonar a corrida Imagem: Reprodução/TV Globo

Alan Baldwin

Da Reuters, em Barcelona

10/05/2018 15h22

Os colegas de equipe de Fórmula 1 Daniel Ricciardo e Max Verstappen continuarão tendo liberdade para competir entre si, apesar da colisão do Grande Prêmio do Azerbaijão, mas os dois sabem que a Red Bull intervirá se a situação esquentar demais no futuro.

Conversando com os repórteres no GP da Espanha, o australiano e seu colega holandês de 20 anos disseram que houve muita discussão entre todas as partes na equipe.

"Acho que se chegar de novo naquele ponto em que há choque de rodas e tudo o mais, especialmente se o carro estiver mais rápido atrás, aí provavelmente é de se esperar que em algum momento eles digam 'vamos trocar de carro e liberar um deles'", opinou Ricciardo. "Não existem garantias, mas essa certamente foi uma das coisas sobre as quais conversamos."

Ricciardo atingiu a traseira do carro de Verstappen tentando ultrapassá-lo na corrida da quinzena passada. Os dois tiveram que desistir da prova de imediato.

Eles já haviam chocado as rodas antes, e o acidente seguinte não causou surpresa. O chefe da Red Bull, Christian Horner, não quis atribuir mais culpa a um piloto do que a outro na ocasião, e disse que os dois estão "na casinha do cachorro".

Verstappen disse que as relações entre os pilotos, que se dão bem, continuam boas. "Temos muito respeito um pelo outro e percebemos que isso foi um erro. Não há nenhum ressentimento", disse o holandês, que disse que ambos deixarão uma margem maior, de "dois ou três milímetros", futuramente.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!