Topo

Esporte

Tite evita culpar arbitragem por empate mas diz que empurrão em Miranda é inconcebível em alto nível

17/06/2018 18h21

FUT-COPA-TITE-EMPURRAO:Tite evita culpar arbitragem por empate mas diz que empurrão em Miranda é inconcebível em alto nível

(Reuters) - O técnico Tite disse que não se pode conceber no futebol de alto nível a não marcação de falta do meia suíço Zuber no brasileiro Miranda no lance que resultou no gol de empate dos europeus no jogo de estreia das equipes na Copa do Mundo, neste domingo, mas fez questão de ressaltar que a arbitragem não foi responsável pelo resultado.

O Brasil abriu o marcador no jogo em Rostov contra a Suíça com um lindo gol de fora da área de Philippe Coutinho no primeiro tempo, mas acabou levando o empate nos minutos iniciais da segunda etapa após cobrança de escanteio.

Zuber cabeceou livre dentro da pequena área, mas jogadores brasileiros reclamaram de um empurrão do meia suíço nas costas do zagueiro Miranda no lance. Neymar e outros pressionaram pela revisão da jogada pelo árbitro de vídeo, mas não houve revisão.

Perguntado em entrevista coletiva após o jogo se via falha do posicionamento da defesa do Brasil no lance do gol suíço, Tite disse que não poderia comentar devido à irregularidade da jogada.

"Se o cara pega e empurra o jogador, é falta", disse o treinador.

"O lance do Miranda é muito claro, muito limpo, e eu não estou aqui justificando resultado, absolutamente não, tem outros aspectos a avaliar", afirmou. "É muito claro, não é pouco, é muito... não dá para conceber alto nível dessa forma".

Além da reclamação da arbitragem no lance do gol suíço, jogadores brasileiros também apontaram para um suposto pênalti sobre Gabriel Jesus, que foi derrubado após girar dentro da área, mas nesse caso Tite disse que aceitava a interpretação da arbitragem.

O treinador afirmou, ainda, que orientou seus jogadores a não reclamarem da arbitragem.

"Não tem que pressionar arbitragem, tem todo um processo, uma sistemática, tem pessoas que reputam, que avaliam, não posso querer uma equipe desequilibrada que fica pensando na arbitragem", afirmou, ressaltando que não gostaria de ter de responder sobre a questão, mas que não fugiria do assunto.

Tite reconheceu que os jogadores brasileiros sentiram a pressão da estreia na Copa do Mundo, o que se refletiu no grande número de finalizações erradas, na avaliação do treinador.

Com o resultado o Brasil fica empatado com a Suíça em segundo no Grupo E do Mundial, ambos com 1 ponto e atrás da Sérvia, que somou 3 ao derrotar a Costa Rica por 1 x 0 mais cedo neste domingo.

A seleção brasileira voltará a campo na sexta-feira, contra a Costa Rica, e encerra sua participação na primeira fase contra a Sérvia em 27 de junho.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte