Topo

Esporte

Solidariedade da equipe é chave para Bélgica, diz técnico Martínez

18/06/2018 19h19

FUT-COPA-BELGICA-TECNICO:Solidariedade da equipe é chave para Bélgica, diz técnico Martínez

Por Alastair Macdonald

MOSCOU (Reuters) - O brilhantismo individual conseguiu quebrar a defesa do Panamá, mas para o técnico da seleção belga, Roberto Martínez, a vitória por 3 x 0 foi resultado de um novo senso de solidariedade em equipe na campanha de sua seleção na Copa do Mundo.

O chute de primeira de Dries Mertens aos dois minutos do segundo tempo foi vital para acalmar os nervos e a frustração diante da sétima partida consecutiva de estreia da Bélgica em Copas do Mundo sem abrir o placar antes do intervalo.

"O gol te dá muito mais espaço para respirar", disse Martínez a jornalistas. "Eu sinto que dali em diante fomos mais nós mesmos, estivemos mais no controle". 

Os dois gols de Romelu Lukaku, que contaram com boas assistências de Eden Hazard e Kevin De Bruyne, fecharam o placar contra o Panamá, na primeira partida do país da América Central em uma Copa do Mundo. 

Mas Martínez, que foi contratado há dois anos para quem sabe mudar a história sem conquistas da chamada "geração de ouro" dos diabos vermelhos, também foi enfático ao ressaltar o compromisso de sua linha de frente em voltar para a defesa.

"Não há jogos fáceis", disse, dando crédito à sua composição defensiva para uma seleção panamenha que enfrentará agora a Inglaterra e a Tunísia. 

"Nós ficamos um pouco ansiosos, mas fiquei contente com o jeito em que nos defendemos", acrescentou.

"Não poderia estar mais orgulhoso com o desempenho da equipe e com todos que se mostraram dispostos a ajudar", disse o espanhol, que trouxe ao elenco estrelar da Bélgica as ideias com as quais tirava o melhor de elencos e recursos modestos em suas passagens por clubes como Everton e Wigan Athletic, no Campeonato Inglês.

"Foi um momento para mostrar maturidade, foi um momento para mostrar compostura e união real", disse Martínez sobre o momento da equipe no início da segunda etapa, quando o goleiro Jaime Penedo ainda não havia sido vazado pelos belgas.

"Eu fiquei muito feliz com o comprometimento de cada jogador", disse. "Precisamos melhorar. Melhoramos no segundo tempo e agora teremos que crescer para o próximo jogo também"

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte