Topo

Esporte

"Culpem a mim, não a equipe", diz um devastado Sampaoli

21/06/2018 19h47

FUT-COPA-SAMPAOLI-CULPA:"Culpem a mim, não a equipe", diz um devastado Sampaoli

Por Andrew Cawthorne

NIZHNY NOVGOROD, Rússia (Reuters) - Desanimado, o técnico da seleção da Argentina, Jorge Sampaoli, assumiu nesta quinta-feira a culpa pela vergonhosa derrota por 3 x 0 para a Croácia na Copa do Mundo, ao mesmo tempo que tentava desviar as críticas de um terrível erro do goleiro Willy Caballero e do fraco desempenho de seu capitão e principal estrela, Lionel Messi.

"A culpa não é parcialmente do técnico, a responsabilidade dele é total", disse Sampaoli após dirigir a Argentina em sua pior derrota na fase de grupos de uma Copa do Mundo desde 1958, um resultado que classificou a Croácia para as oitavas de final do Mundial da Rússia.

Diante de uma grande e cada vez mais incrêdula torcida no estádio de Nizhny Novogorod, a Argentina sucumbiu no segundo tempo depois que Caballero errou ao tentar afastar a bola e permitiu que Ante Rebic abrisse o placar para a Croácia.

"Não é certo culpar Caballero", disse Sampaoli em entrevista coletiva após a partida. "Se eu tivesse planejado as coisas de forma diferente, teria acontecido de forma diferente... Eu honestamente achei que o planejamento para esta partida colocaria pressão no adversário. Mas após o desastre do primeiro gol, foi difícil, ficamos emocionalmente perdidos."

Messi, que provavelmente está disputando a última Copa do Mundo de sua carreira, teve impacto mínimo, muito bem marcado pela Croácia.

"Leo é nossa força motriz, mas não conseguimos encontrá-lo. Trabalhamos como equipe para fazer a bola chegar a Leo, mas a outra equipe também trabalhou para evitar que isso acontecesse", acrescentou Sampaoli, que viu os melhores jogadores argentinos terem um desempenho abaixo do que podem desde que assumiu o cargo.

"A responsabilidade é do motorista... Tudo que acontece com a equipe é por causa da liderança... Leo é prejudicado por não ter em nós motoristas tão bons quanto ele", avaliou.

Terceira colocada no Grupo D com um ponto em dois jogos, a Argentina agora sofrerá para chegar às oitavas de final e uma eliminação ainda na primeira fase será uma humilhação para uma seleção da estatura da Argentina.

"Há vergonha, dor, por não entregar para o povo argentino. Há muito tempo não me sentia assim, e agora está acontecendo com a camiseta do meu próprio país. Dói demais", disse Sampaoli.

A Argentina empatou em 1 x 1 com a Islândia em sua estreia, quando Messi desperdiçou um pênalti, e enfrentará a Nigéria, que perdeu o primeiro jogo para a Croácia, na última partida do Grupo D.

"Temos uma partida restando, e temos de aproveitar qualquer oportunidade que os outros nos derem para ver se conseguimos classificar para a próxima fase", disse o treinador.

"Peço desculpas a todos os torcedores que fizeram um grande esforço para vir para a Rússia", disse. "Compartilho do sonho deles, fiz o melhor que pude."

A Nigéria enfrenta a Islândia em Volgogrado na sexta-feira.

Mais Esporte