Topo

Esporte

Muitas coisas foram mal feitas" para que seleção argentina esteja assim, reconhece Mascherano

24/06/2018 13h56

FUT-COPA-MASCHERANO:Muitas coisas foram mal feitas" para que seleção argentina esteja assim, reconhece Mascherano

MOSCOU (Reuters) - O meio-campista Javier Mascherano admitiu neste domingo que "muitas coisas foram mal feitas" na seleção argentina, que precisa vencer a Nigéria na terça-feira e esperar o resultado da partida entre Croácia e Islândia para não voltar para casa antes do esperado. 

A principal referência argentina depois de Lionel Messi reconheceu que "a situação é complexa" e disse que o elenco "é responsável". Mascherano falou em uma coletiva de imprensa na cidade de Bronnitsy, onde a Argentina se concentra neste Mundial. 

A derrota por 3 x 0 para a Croácia na segunda rodada do grupo D provocou uma crise na seleção argentina. No sábado surgiram diversas versões sobre um suposto "golpe de Estado" por parte dos jogadores contra o técnico Jorge Sampaoli depois de uma reunião entre os atletas, o corpo técnico, e o presidente da associação. 

Apesar de a história ter sido desmentida, o poder do treinador está fragmentado, e as referências do elenco teriam assegurado uma maior interferência na armação da equipe e no sistema para enfrentar a Nigéria. 

Mascherano admitiu a realização da reunião e justificou que os jogadores devem expressar suas opiniões ao técnico sobre questões futebolísticas. 

"Tivemos uma reunião com o desejo de que cada um possa por um grão de areia para melhorar e classificar para as oitavas de final. Estamos conscientes de todo o barulho que existe, e que ele não nos ajuda em nada. Mas, bem, estamos convivendo com isso. Somos um grupo que trata de focar no que podemos controlar". 

"Os melhores treinadores do mundo pedem a opinião dos jogadores, porque são sempre os jogadores que terminam tomando as decisões dentro do campo. Não é que o treinador vá acertar tudo, ele simplesmente quer saber como você sente dentro do campo. Não se trata de impor, é simplesmente chegar a um acordo coletivo de onde o grupo se sente melhor", acrescentou. 

Um dos relatos da imprensa que mais foram divulgados dá conta de que a relação entre Sampaoli e o elenco está péssima, algo que Mascherano negou. 

"A relação é totalmente normal. Obviamente que quando nós sentimos um incômodo nós nos expressamos, se não seríamos uns hipócritas, estaríamos prejudicando a equipe, e nós estamos buscando o benefício coletivo. Não somente nós que estamos em campo, também os que estão no banco", afirmou o ex-jogador do Barcelona. 

Mais Esporte