Topo

Esporte

Tragam os melhores: Martínez diz que Bélgica está pronta para qualquer um

28/06/2018 20h16

FUT-COPA-TECNICO-BELGICA:Tragam os melhores: Martínez diz que Bélgica está pronta para qualquer um

KALININGRADO, Rússia (Reuters) - O técnico da Bélgica, Roberto Martínez, afastou quaisquer dúvidas sobre a rota aparentemente mais dura à final da Copa do Mundo que sua equipe enfrenta, após uma vitória por 1 x 0 sobre a Inglaterra assegurar nesta quinta-feira a liderança em sua última partida no Grupo G.

“Nós precisamos seguir passo a passo, mas acho que nós podemos enfrentar qualquer um que nós tivermos em nossa frente”, disse o espanhol após um gol de Adnan Januzaj no começo do segundo tempo dar aos belgas a metade mais intimidadora do chaveamento.

A Bélgica enfrenta o Japão nas oitavas de final e o vencedor irá avançar para uma complicada partida nas quartas de final contra Brasil ou México.

Enfrentando perguntas sobre se poderia ter preferido terminar em segundo do grupo – um empate ou derrota teriam esse efeito e alguns torcedores começaram a suspeitar que este era o plano da Bélgica, após um primeiro tempo inofensivo –, Martínez disse: “Honestamente, estou muito feliz”.

Ele destacou que pequenas margens imprevisíveis neste torneio mandaram a atual campeã Alemanha de volta para casa e colocaram a Argentina, vice em 2014, em um confronto nas oitavas de final com a França, campeã de 1998.

“Fazer previsões nesta Copa do Mundo pode ser um pouco difícil”, disse Martínez, insistindo que a Bélgica irá se concentrar na partida contra o Japão, na segunda-feira, em Rostov-on-Don.

Ele não mencionou que a vitória pode fazer com que a Bélgica enfrente o Brasil, pentacampeão e que começa a encontrar um bom momento na competição.

França, Argentina e Portugal, atual campeão europeu, também possivelmente ficam no caminho da “geração de ouro” mais recente da Bélgica para a primeira final do país em uma Copa do Mundo.

“Nós não estamos olhando caminhos”, disse Martínez. “Por ora, o Japão é a única prioridade que nós temos”.

A Inglaterra, comandada por Gareth Southgate, ao contrário disto, enfrenta uma tarefa difícil na próxima rodada contra a Colômbia, mas está na metade do chaveamento em que a única seleção campeã é a Espanha.

Para Martínez, o principal é que seu time reserva, incluindo nove mudanças em relação ao elenco que marcou um total de oito gols sobre Panamá e Tunísia, conseguiu derrotar um time inglês similarmente experimental.

    “Nós tivemos uma oportunidade de mostrar todo o talento que nós temos em nosso grupo”, disse. “Todos na Bélgica deveriam estar orgulhosos.”

Mais Esporte