Topo

Esporte


Bola de Ouro de Ada Hegerberg fica marcada por polêmica sobre "twerk"

04/12/2018 15h15

PARIS (Reuters) - A atacante norueguesa Ada Hegerberg, do Olympique de Lyon, conquistou a primeira Bola de Ouro concedida a uma jogadora de futebol na segunda-feira, mas o momento foi ofuscado quando o DJ Martin Solveig pediu para ela dançar "tweark" depois de receber o prêmio.

Ada, que ajudou o Lyon a vencer a Liga dos Campeões Feminina na última temporada, pareceu constrangida e disse "não" quando Solveig lhe pediu em francês para fazer o movimento de dança provocante.

"Você viu que eu preparei uma pequena comemoração para (o atacante francês) Kylian (Mbappé), então dissemos que faríamos algo semelhante. Você sabe dançar 'twerk'?", perguntou o DJ francês, que dividiu a apresentação da premiação com o ex-jogador David Ginola.

Solveig foi criticado nas redes sociais depois da conversa com a jogadora de 23 anos e se desculpou por seus comentários em um vídeo publicado no Twitter.

"Estou um pouco surpreso e atônito com o que estou lendo na internet, é claro que eu não quis ofender ninguém", disse. "Isso foi uma piada, provavelmente ruim, quero me desculpar àquela que ofendi, lamento por isso".

Ada minimizou o incidente. "Ele me procurou depois da premiação e estava realmente triste que tenha sido daquela maneira. Não pensei no assunto na ocasião, para ser sincera. Não considerei assédio sexual nem nada no momento", disse ela à rede BBC.

Luka Modric, meio-campista da Croácia e do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador masculino de 2018 na cerimônia realizada pela revista France Football.

(Por Richard Martin; Reportagem adicional de Phil O'Connor)

Mais Esporte