Topo

Esporte

Federação de Atletismo da Rússia continua suspensa, diz Iaaf

04/12/2018 16h34

Por Gene Cherry

MÔNACO (Reuters) - A Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) manteve nesta terça-feira a suspensão da Federação de Atletismo da Rússia devido à prática de doping no país enquanto aguarda o acesso irrestrito a dados sobre doping armazenados em Moscou e indenização financeira.

A Federação de Atletismo da Rússia (Rusaf) está suspensa desde 2015 por causa de um relatório encomendado pela Agência Mundial Antidoping (Wada) que revelou indícios de doping disseminado e patrocinado pelo Estado no esporte.

    A Iaaf disse que Rusaf ainda precisa obedecer dois critérios – acesso a amostras de atletas russos em um laboratório de Moscou e indenização financeira total pela investigação e os gastos legais – antes do cancelamento da suspensão.

A reintegração da Rússia foi rejeitada pela Iaaf em várias ocasiões nos últimos três anos, e caso esta não cumpra as condições nos próximos meses corre o risco de mais uma vez não ter permissão de enviar uma equipe ao campeonato mundial de atletismo em Doha, no Catar, em setembro de 2019.

O campeonato mundial europeu indoor acontece mais cedo, em março, em Glasgow, portanto antes de o próximo Conselho da Iaaf ter chance de se reunir para debater novos desdobramentos no final daquele mês.

De 2015 para cá alguns atletas russos tiveram permissão de competir internacionalmente como neutros, contanto que obedecessem certos critérios que mostrassem que atuam em um ambiente livre de drogas.

    "Se os russos podem liberar e liberarão as amostras, é com eles. Espero que entreguem os dados até o final do ano", disse Rune Andersen, chefe da força-tarefa da Iaaf na Rússia, sentado ao lado do presidente da entidade, Sebastian Coe.

Mais Esporte