! Doni descarta defender Itália e critica bairrismo na seleção brasileira - 12/03/2007 - EFE - Esporte
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


 


12/03/2007 - 14h56
Doni descarta defender Itália e critica bairrismo na seleção brasileira

Da EFE
Em Roma (Itália)

Mario Mele, representante do goleiro brasileiro Doni, da Roma, afirmou nesta segunda-feira que o atleta não pensa em atuar pela seleção da Itália, mas sim pelo Brasil.

"Doni não vem sendo convocado pela seleção brasileira por culpa da pressão de certos grupos de seu país. Mas ele se sente muito ligado ao Brasil, e nunca escolheria jogar pela Itália", disse Mele.

Doni chegou na Roma em agosto de 2005, vindo do Juventude, e tem contrato com o clube italiano até o dia 30 de junho de 2009.

Desde sua chegada, o brasileiro se firmou como titular da equipe, e vem se destacando como um dos melhores goleiros do atual campeonato italiano.

"Na seleção, têm preferência os goleiros de origem carioca, como Helton e Julio César, nascidos no Rio de Janeiro, e que jogaram em grandes equipes da cidade, como o Vasco ou o Flamengo", criticou o representante de Doni.

O goleiro, que possui dupla nacionalidade, nunca atuou pela seleção brasileira, e por isso poderia atuar pela Itália. Segundo Mario Mele, "devido à crise no futebol do Rio de Janeiro, há pressões políticas por parte da imprensa para que não sejam convocados somente jogadores paulistas".

"Dunga sempre disse que, para ser convocado, é preciso demonstrar uma grande regularidade, mas parece não ver que uma das armas de Doni neste campeonato é justamente a regularidade", acrescenta.

Segundo Mele, seu cliente está "muito chateado" com a situação. "Ninguém da seleção ligou para ele nestes últimos meses. Mas Doni nunca pensou em vestir a camisa da seleção italiana, pois está muito ligado aos valores e à bandeira de seu país", afirmou.

Veja também

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias